Outras Edições

Em destaque Japão

Pelosi chega ao Japão após visitar Taiwan em meio a tensão na Ásia

Tóquio está cada vez mais alarmada com o crescente poder da China

Crédito: Reuters - 05/08/2022 - Sexta, 11:59h

Tóquio, Japão - A presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, se reunirá com autoridades japonesas em Tóquio nesta sexta-feira (5), após uma visita a Taiwan que Pequim respondeu com exercícios militares sem precedentes e lançamentos de mísseis, incluindo cinco que caíram na zona econômica exclusiva do Japão.

A breve viagem de Pelosi a Taiwan, onde ela chegou sem avisar com uma delegação do Congresso na noite de terça-feira e partiu na quarta-feira, marcou a visita de mais alto nível dos EUA à ilha autogovernada, que a China reivindica como sua, em 25 anos.

Também ocorreu quando Tóquio, um dos aliados mais próximos de Washington, está cada vez mais alarmada com o crescente poder da China no Indo-Pacífico e a possibilidade de Pequim tomar uma ação militar contra Taiwan.

Pelosi elogiou a democracia de Taiwan e prometeu solidariedade americana. Pequim respondeu com exercícios militares que uma emissora estatal disse que seriam os maiores da China no Estreito de Taiwan, incluindo disparos nas águas e no espaço aéreo ao redor da ilha.

Cinco mísseis caíram na zona econômica exclusiva do Japão (ZEE), levando Tóquio a apresentar um forte protesto por meio de canais diplomáticos.

O Japão, cujas ilhas mais ao sul estão mais próximas de Taiwan do que Tóquio, alertou que a intimidação chinesa de Taiwan é uma ameaça crescente à segurança nacional.

O Partido Liberal Democrata (PLD) do primeiro-ministro Fumio Kishida também prometeu dobrar os gastos militares para 2% do PIB.

As tensões entre o Japão e a China aumentaram na quinta-feira, quando a China anunciou que uma reunião entre os ministros das Relações Exteriores das duas nações, marcada para ocorrer à margem de uma reunião da ASEAN no Camboja, havia sido cancelada devido ao seu descontentamento com uma declaração do G7 instando Pequim a resolver pacificamente a questão com Taiwan.

Pelosi chegou ao Japão após uma visita à Coreia do Sul na quinta-feira, onde prometeu apoio à desnuclearização da Coreia do Norte.

Em Tóquio, ela e Kishida se encontraram para discussões na manhã desta sexta-feira. Ela também deve se encontrar com seu colega japonês Hiroyuki Hosoda, presidente da Câmara Baixa do Parlamento.

Ao visitar o Japão em maio, o presidente dos EUA, Joe Biden, disse que estaria disposto a usar a força para defender Taiwan - um comentário que parecia estender os limites da política dos EUA de "ambiguidade estratégica" em relação à ilha.

Foto: Reuters
Presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, e o primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida
Compartilhe
Comentários

1688 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203