Outras Edições

Em destaque Mundo

Veículos elétricos representarão 33% das vendas globais até 2028, diz estudo

Edição limitada de mini EV da Citröen esgota em menos de 18 minutos

Crédito: Redação com Reuters - 23/06/2022 - Quinta, 12:11h
Paris/Estados Unidos – Uma edição limitada de 50 mini carros elétricos da Citröen esgotou em menos de 18 minutos, disse a controladora Stellantis na quarta-feira (22), levando a marca francesa a postar uma provocação a Elon Musk.

"Desculpe, Elon, a única maneira de conseguir um é nos comprando", escreveu a Citröen num outdoor na estação de trem Gare de L'Est, em Paris, referindo-se ao apetite do presidente-executivo da Tesla por negócios, que incluiu recentemente uma oferta de 44 bilhões de dólares pelo Twitter.

Desde o lançamento do Ami, em abril de 2020, a Citröen vendeu 22 mil unidades do pequeno modelo elétrico no Marrocos, Europa e Turquia. O carro não requer carteira de motorista e é vendido apenas online.

Para a versão limitada "My Ami Buggy", vendido a partir de 9.790 euros (pouco mais de 1,4 milhão de ienes), o teto é substituído por uma lona que pode ser revertida e grades de tubo de metal substituem as portas convencionais.

"O cliente mais rápido conseguiu completar toda a jornada de compra e obter seu 'My Ami Buggy' em apenas 2 minutos e 53 segundos", disse a montadora em comunicado.

VENDAS GLOBAIS 

As vendas de veículos elétricos poderão atingir 33% globalmente até 2028 e 54% até 2035, conforme a demanda acelera na maioria dos principais mercados, disse na quarta-feira a consultoria AlixPartners.

Os veículos elétricos representaram menos de 8% das vendas globais em 2021, e pouco menos de 10% no primeiro trimestre deste ano.

Para apoiar essa demanda, montadoras e fornecedores planejam investimentos de pelo menos 526 bilhões de dólares em veículos elétricos e baterias até 2026, disse a empresa em relatório anual. Isso é mais do que o dobro da previsão de investimento de 234 bilhões de dólares para cinco anos, de 2020 a 2024.

Essa perspectiva de investimentos maiores "torna o crescimento do mercado de veículos elétricos inevitável", de acordo com Mark Wakefield, co-líder da área automotiva da consultoria.

A indústria de veículos enfrenta desafios econômicos e na cadeia de fornecedores durante a transição para a motorização elétrica, acrescentou Wakefield.

A transição exigirá "mudanças drásticas nos modelos operacionais - não apenas nas fábricas e nas pessoas, mas em todo o modo de trabalhar", disse ele.

As matérias-primas de veículos elétricos também custam mais que o dobro das usadas em modelos a combustão: 8.255 dólares por veículo contra 3.662 dólares por veículo, base em valores de maio deste ano.

O processo de eletrificação de automóveis custará aos fabricantes e fornecedores um total acumulado de 70 bilhões de dólares até 2030, de acordo com Elmar Kades, co-líder da área automotiva da AlixPartners.

A AlixPartners vê as restrições de fornecimento continuarem em 2024, e espera que as vendas totais de veículos em todo o mundo caiam para 79 milhões de unidades este ano, antes de subirem para 95 milhões em 2024.

Nos Estados Unidos, espera-se que as vendas totais de veículos aumentem para 16 milhões de unidades em 2023 e atinjam um pico de 17,5 milhões em 2024 antes de começarem a desacelerar entre 2025 a 2026.


Foto: Reuters

Compartilhe
Comentários

1532 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203