Outras Edições

Em destaque Japão

Hiroshima sediará cúpula do G7 em 2023 para enviar mensagem de paz

A cidade foi devastada por um bombardeio dos EUA em 6 de agosto de 1945

Crédito: Reuters - 23/05/2022 - Segunda, 22:21h

Tóquio - Hiroshima sediará a cúpula do G7 em 2023, disse o primeiro-ministro Fumio Kishida na segunda-feira (23), acreditando que a cidade, devastada pelo primeiro ataque com bomba atômica do mundo, é uma escolha adequada para enviar uma mensagem de paz.

A medida foi apoiada pelo presidente dos EUA, Joe Biden, que se encontrou com Kishida no início do dia em Tóquio, na segunda etapa de sua viagem à Ásia.

A decisão de sediar a cúpula em Hiroshima, que também é o distrito eleitoral de Kishida, é vista como um movimento simbólico no esforço pelo desarmamento nuclear, apesar de três das nações do G7 - Estados Unidos, Grã-Bretanha e França - terem armas atômicas.

Os outros países do grupo - Canadá, Alemanha, Itália e União Europeia - também deram seu apoio à escolha de Hiroshima por Kishida como sede da cúpula do próximo ano, cujas datas ainda não foram definidas.

"Como primeiro-ministro do Japão, o único país que sofreu bombardeios atômicos, não há lugar melhor do que Hiroshima para mostrar nosso compromisso com a paz", disse Kishida em uma coletiva de imprensa conjunta após encontro com Biden.

A cidade japonesa foi devastada por um bombardeio dos EUA em 6 de agosto de 1945, matando cerca de 140 mil pessoas até o final daquele ano. Três dias depois, uma segunda bomba atômica foi lançada em Nagasaki.

Foto: iStockphoto
Compartilhe
Comentários

1532 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203