Outras Edições

Em destaque Japão

Japão retira aviso de tsunami para toda a costa do Pacífico

O país agora tenta saber sobre a segurança de 35 cidadãos japoneses em Tonga

Crédito: Redação - 16/01/2022 - Domingo, 16:39h
Tóquio – O aviso de tsunami que vigorava até este domingo (16) em toda a costa do Pacífico no Japão foi suspenso, não havendo mais risco de possíveis danos, segundo a mídia japonesa.

O Japão foi atingido por ondas provavelmente geradas pela erupção massiva de um vulcão em Tonga, registrada no sábado (15) à tarde. Nos primeiros 15 minutos deste domingo a Agência Meteorológica do Japão emitiu alerta de tsunami para as ilhas Amami e Tokara, na província de Kagoshima, e de manhã acrescentou Iwate. 

Até então mais de 210.000 moradores de sete províncias haviam recebido ordem de evacuação, pois a previsão é de que o tsunami poderia chegar em Amami, Tokara e Iwate. Em outras áreas do Japão foram registradas ondas de 1 metro. 

Não há notícias de feridos, mas 14  barcos viraram ou afundaram na província de Kochi e outros cinco em Tokushima. A Japan Airlines também precisou cancelar 27 voos para aeroportos do país. 

Em Iwate, as pessoas se abrigaram em um templo em Kamaishi, pois o local fica num ponto alto. O sacerdote Eno Shibasaki, de 65 anos, testemunhou as consequências do tsunami em Iwate em 2011 e ficou contente em ver as pessoas se protegendo. “Não quero que mais ninguém perca a vida. É uma coisa muito boa que os jovens foram alguns dos primeiros a evacuar”, disse. 

O Ministério das Relações Exteriores do Japão tentou confirmar a segurança de cidadãos japoneses em Tonga, mas quedas de energia e outros fatores estavam impedindo as comunicações locais. Consta que havia pelo menos 35 japoneses ali desde abril de 2020. 

O último alerta de tsunami no Japão foi emitido em novembro de 2016, quando houve um terremoto de magnitude 7,4 no nordeste do país. 

ERUPÇÃO PODEROSA 

No caso deste fim de semana, acredita-se que o tsunami pode ter sido ampliado devido a mudanças na pressão atmosférica causadas pela erupção, segundo a Agência Meteorológica do Japão. 

A erupção do vulcão em Tonga foi tão poderosa que o Serviço Geológico dos EUA a registrou como equivalente a um terremoto de magnitude 5,8 em profundidade zero.

A erupção foi tão poderosa que foi ouvida até no Alasca, tuitou o Instituto Geofísico da UAF.

A erupção do vulcão durou pelo menos oito minutos e enviou nuvens de gás, cinzas e fumaça por vários quilômetros no ar.

O vulcão Hunga-Tonga-Hunga-Ha'apai, que fica a cerca de 65 km ao norte de Nuku'alofa, tem um histórico de volatilidade.

Nos últimos anos, ele rompeu o nível do mar durante uma erupção de 2009, enquanto em 2015 expeliu tantas rochas grandes e cinzas no ar que, quando se estabeleceram, uma nova ilha se formou com 2 quilômetros de comprimento por 1 quilômetro de largura e 100 metros de altura.

BUSCA POR INFORMAÇÕES 

Agora as nações do Pacífico e grupos humanitários lutam para estabelecer comunicação com Tonga, onde os telefones e internet foram cortados após a erupção. Na pequena nação residem 150.000 pessoas. 

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, disse no domingo que o tsunami causou “danos significativos” à capital do país insular e a sufocou em poeira, manifestando preocupação com o povo da ilha. 

Os Estados Unidos estavam “profundamente preocupados com o povo de Tonga”, disse o secretário de Estado Antony Blinken, prometendo apoio à nação insular.


Foto: Reuters
Imagem de satélite da erupção vulcânica que teria provocado tsunami no Pacífico 

Compartilhe
Comentários

2244 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203