Outras Edições

Em destaque Coronavírus

Japão volta a registrar mais de 25 mil infecções por dia, com recordes em províncias

No sábado (15) o Japão completou dois anos desde que o primeiro caso de Covid-19 foi confirmado

Crédito: Redação - 16/01/2022 - Domingo, 14:38h
Tóquio – O Japão voltou a registrar cerca mais de 25.000 infecções em um período de 24 horas, como ocorreu no verão de 2021, durante os Jogos Olímpicos de Tóquio, segundo a Kyodo News.

A contagem chegou a 25.742 casos, passando pela primeira vez da marca de 25.000 desde 26 de agosto, quando o Japão anotou 25.992 infecções, duas semanas após o encerramento da Olimpíada de Tóquio, quando o país ainda enfrentava a quinta onda. 

Desta vez, impulsionados pela rápida disseminação da variante Ômicron, pelo menos nove províncias registraram casos acima de 1.000. Tóquio confirmou 4.561 casos e Osaka teve 3.692. 

Okinawa teve recorde de 1.829 infecções, seguida por Kanagawa, com 1.538, e por Aichi, com 1.480. Hiroshima teve 1.212 casos, ultrapassando o limite de 1.000 pela primeira vez. Hyogo confirmou 1.191 casos, seguida por Saitama, com 1.173, e Fukuoka, com 1.098.

O governador de Okinawa, província que abriga 70% das instalações militares dos EUA no Japão, Denny Tamaki, disse que estava "furioso" com o que chamou de controles inadequados de infecção nas bases dos EUA que permitiram que a variante se espalhasse para o público.

Desde então, o Japão intensificou as restrições ao coronavírus em três regiões que abrigam instalações militares dos EUA, que também anunciaram controles de infecção mais rigorosos.

Embora o Japão tenha interrompido a entrada de quase todos os viajantes estrangeiros no país em novembro passado, os militares dos EUA movem funcionários para dentro e para fora do país sob um regime separado de testes e quarentena.

A emissora pública NHK disse que a prefeitura ocidental de Osaka poderá chegar ao ponto de registrar casos diários recordes, excedendo os 3.000.

DOIS ANOS DO PRIMEIRO CASO 

No sábado (15) o Japão completou dois anos desde que o primeiro caso de Covid-19 foi confirmado. No total, desde então, o país já registrou mais de 1,8 milhão de infecções, com número de mortos ultrapassando os 18.000.

A primeira morte relacionada a infecção provocada pela variante Ômicron no Japão foi registrada na cidade de Shizuoka, na província de mesmo nome. Um homem idoso tinha doença grave subjacente e chegou a ser vacinado duas vezes, segundo o governo local. 

Especialistas têm dito que a Ômicron te um período curto de incubação, em torno de 3 dias, enquanto outras cepas levam cerca de 5 dias. Porém, a Ômicron causaria sintomas mais leves que as demais. 

Devido a isso, o Japão encurtou o período de quarentena para viajantes e retornados em seus aeroportos, passando de 14 para 10 dias, já contando de sábado. 

Houve a mesma redução para o isolamento de pessoas que tiveram contato próximo com infectados pela nova variante. 

Mas no caso de trabalhadores essenciais, como policiais e cuidadores de crianças ou mesmo de profissionais de enfermagem, esse período pode ser reduzido para seis dias. 

O governador de Mie, Katsuyuki Ichimi, disse no sábado que pode pedir ao governo central para adicionar a província no estado de quase emergência, que permite às autoridades endurecer medidas, como a redução do horário de funcionamento de restaurantes e bares. 


Foto: Reuters
Osaka
Compartilhe
Comentários

2244 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203