Outras Edições

Em destaque Coronavírus

Japão reduz quarentena para chegadas internacionais e contatos próximos a infectados

Na sexta-feira o Japão registrou 22.045 novas infecções, sendo a primeira vez que ultrapassa os 20 mil em quatro meses

Crédito: Redação - 15/01/2022 - Sábado, 08:48h
Tóquio – O governo do Japão anunciou na sexta-feira (14) que reduziu o período de quarentena para viajantes que chegarem ao país, passando para 10 dias, a contar deste sábado (15), informaram a Jiji Press e Kyodo News. 

Japoneses e estrangeiros residentes no país que chegarem de nações severamente atingidas pela variante Ômicron poderão entrar sob as novas regras, segundo o Ministério das Relações Exteriores. 

A chegada de estrangeiros não residentes, porém, continua proibida devido a restrições de fronteira. 

O Japão decidiu ainda encurtar para 10 dias o período de quarentena para pessoas que tiveram contato próximo com infectados por coronavírus. O período anterior era de 14 dias. 

O ministro da Saúde, Shigeyuki Goto disse em entrevista na sexta-feira que as autoridades locais poderão reduzir o período de isolamento, conforme a situação, para trabalhadores essenciais, como é o caso, policiais, profissionais cuidadores de crianças, para seis dias no mínimo. 

No caso de médicos e enfermeiros que tiverem contato próximo com infectados por coronavírus poderão continuar trabalhando se testarem negativo todos os dias. 

A decisão leva em conta o período de incubação da variante Ômicron, que é de três dias, isto é, mais curto que de outras cepas do coronavírus. Além disso, 99% dos pacientes desenvolveram sintomas nesse período de 10 dias após a infecção, segundo o Instituto Nacional de Doenças Infecciosas.

AUMENTO DE CASOS 

Na sexta-feira o Japão registrou 22.045 novas infecções. É a primeira vez em quatro meses que o total passa de 20.000, segundo a NHK. 

Tóquio confirmou 4.051 casos, registrando aumento em cerca de 1.000 por três dias seguidos. 

Osaka registrou 2.826 casos, seguida por outras províncias com mais de 1.000 infecções, como Okinawa, com 1.596, Aichi, com 1.317, e Kanagawa, com 1.317. 

O governador de Osaka, Hirofumi Yoshimura, revelou que considera pedir ao governo central que inclua a província no estado de quase emergência se a taxa de ocupação de leitos hospitalares para pacientes com COVID-19 atingir 35%. Até a sexta-feira essa taxa ficou em 21,5%.

Medidas quase emergenciais incluem permitir que os governadores solicitem que os restaurantes reduzam o horário comercial e parem de servir bebidas alcoólicas.
A rápida disseminação do vírus afetou muitos trabalhadores médicos e essenciais em Okinawa. Um funcionário do Corpo de Bombeiros testou positivo e seis colegas que foram contatos próximos tiveram de se isolar. Outros bombeiros foram chamados para cobrir a falta dos colegas. 


Foto: iStockphoto 

Compartilhe
Comentários

1364 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203