Outras Edições

Em destaque Comunidade

Oya-gacha: jovens japoneses culpam os pais pelo “azar” de não terem nascido ricos

É errôneo e desrespeitoso descontar a frustração e a injustiça de nossa situação familiar apenas nos pais

Crédito: Luara Yamamoto/Alternativa - 14/10/2021 - Quinta, 18:09h

Olá, caros sortudos e azarados. Aqui quem fala é uma jovem adulta satisfeita com os pais que tem.

O que é Oya-gacha? Ou Pais Surpresa, como tentei traduzir, pois ainda não temos uma tradução oficial, no momento em que escrevi este texto. Oya-gacha é um termo japonês derivado das palavras "oya" = pais e "gacha" = termo usado para definir jogos em que é preciso pagar para conseguir um prêmio surpresa, similar a máquinas de venda de brinquedos e a mecânica de loot boxes em jogos online. É baseado no conceito de que os filhos não escolhem os próprios pais, portanto, se nascerem em uma família desestruturada ou em condições precárias, não é culpa deles, e sim dos pais que não se esforçam o suficiente para oferecer uma vida melhor e mais abastada a eles. Por isso dizem que "deram azar no Oya-gacha", ou que tal pessoa "deu sorte no Oya-gacha", como uma analogia a esses jogos, em que quase nunca, nunca, ganhamos o que esperávamos.

Óbvio que é impossível escolher nossos pais, ou em que família queremos pertencer, antes de nascermos (não vamos incluir adoção, que é um caso à parte). Porém, é errôneo e desrespeitoso descontar a frustração e a injustiça de nossa situação familiar apenas nos pais, achando que eles poderiam resolver tudo com um estalar de dedos, se quisessem. Não depende somente deles para que a sorte sorria e faça cair dinheiro do céu, porque a vida é injusta, e todo mundo vai querer uma parte. Depende, exclusivamente, das circunstâncias de nossa realidade e do número de oportunidades que surgem, e surgirão, em nossas vidas. Claro que isso também pode se encaixar nos casos em que os filhos sofrem negligência e agressão pelos pais e familiares. Contudo, esse termo é comumente disseminado entre os jovens de classe média no Japão que se consideram azarados, porque seus pais não podem dar-lhes o que almejam com tanta facilidade, como as famílias de classe superior à deles.

Toda mãe e todo pai quer o melhor para os filhos. Eles se esforçam ao máximo, com tudo o que possuem, para garantir que suas crianças não sofram o mesmo que eles, no entanto chega um ponto em que elas precisam acordar para vida e terem noção de que realidade em que vivem não é perfeita. Uma hora, os pais não estarão mais ali para ajudar a resolver os problemas delas. E de nada adianta culpar alguém por algo que está fora do nosso controle. Só nos resta seguir em frente, colocar à prova tudo aquilo que nos foi ensinado e agradecer a teimosia de nossos pais em persistirem em nossas vidas por um futuro melhor.

Foto: iStockphoto
Compartilhe
Comentários

1744 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203