Outras Edições

Em destaque Coronavírus

Japão só vai hospitalizar casos mais graves de Covid à medida que infecções aumentam no país

Pacientes com sintomas graves são aqueles que precisam de internação em UTI ou respiradores artificiais

Crédito: Reuters - 03/08/2021 - Terça, 14:53h

Tóquio - O Japão se concentrará na hospitalização de pacientes com sintomas muito graves de Covid-19 ou com risco de adoecimento, enquanto outros devem se recuperar em casa mesmo que tenham febre alta ou falta de ar, disseram autoridades nesta terça-feira (3), em meio a preocupações com um sistema médico sob pressão devido ao aumento de infecções.

O país tem visto um aumento acentuado nos casos de coronavírus e está registrando mais de 10.000 novas infecções diárias em todo o país. Tóquio teve um recorde de 4.058 no sábado.

Menos pessoas idosas, a maioria vacinadas, estão se infectando, disse o secretário-chefe do gabinete, Katsunobu Kato, a repórteres.

"Por outro lado, as infecções de pessoas mais jovens estão aumentando e as pessoas na faixa dos 40 e 50 anos com sintomas graves estão aumentando", disse ele. "Com pessoas também sendo internadas nos hospitais devido ao calor, alguns pacientes com Covid-19 não conseguem vagas imediatamente e estão se recuperando em casa."

O primeiro-ministro Yoshihide Suga, anunciando a mudança na segunda-feira, disse que o governo garantirá que as pessoas que se recuperam em casa possam ser hospitalizadas, se necessário.

A política anterior tinha se concentrado na hospitalização de uma categoria mais ampla de pacientes de alto risco.

Alguns temem que a mudança possa levar a mais mortes, e o líder do Partido Democrático Constitucional do Japão, Yukio Edano, criticou a mudança.

"Eles chamam de tratamento em casa, mas na verdade é abandono em casa", disse ele, segundo a emissora NHK.

O Japão estendeu o estado de emergência até 31 de agosto em Tóquio e Okinawa e incluiu as províncias de Kanagawa, Saitama, Chiba e Osaka.

O país evitou um surto devastador do vírus, com cerca de 932.000 casos no total e pouco mais de 15.000 mortes até domingo.

Mas agora luta para conter a variante Delta altamente transmissível, e a população está se cansando dos pedidos do governo para ficar em casa em meio a uma campanha de vacinação lenta.

Quase 30% da população está totalmente vacinada com duas doses, incluindo três quartos das pessoas com 65 anos ou mais.

Quase 70% dos leitos hospitalares para pacientes com Covid-19 gravemente enfermos foram preenchidos até domingo, mostraram dados de Tóquio.

De acordo com as diretrizes do Ministério da Saúde, pacientes com sintomas graves são definidos como aqueles que precisam de internação em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) ou respiradores artificiais.

O Tokyo Shimbun disse que 12.000 pacientes estavam se recuperando em casa, um aumento de 12 vezes em relação ao mês passado.

Suga e os organizadores da Olimpíada de Tóquio dizem que não há ligação entre o evento e o aumento acentuado de casos. Especialistas médicos, no entanto, afirmaram que a realização dos Jogos enviou uma mensagem confusa sobre a necessidade de ficar em casa, contribuindo para o aumento.

Foto: iStockphoto
Compartilhe
Comentários

1684 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203