Outras Edições

Em destaque Economia

Toshiba vive crise profunda de governança e altera indicados para conselho de administração

A empresa recebeu críticas severas da segunda maior acionista do grupo

Crédito: Reuters - 14/06/2021 - Segunda, 10:37h
Tóquio - A Toshiba, que enfrenta uma crise cada vez maior de governança, anunciou no domingo (13) que vai mudar seus indicados ao conselho para uma reunião de acionistas que acontecerá em breve, com a saída de dois atuais membros. 

A mudança segue uma investigação que descobriu que a empresa conspirou com o governo japonês para pressionar investidores estrangeiros, o que seu segundo maior acionista classificou como o maior escândalo de governança corporativa na última década. 

O relatório foi encomendado por acionistas, que aprovaram em março uma investigação independente sobre alegações de que investidores teriam sido pressionados pela empresa. 

O diretor do comitê de auditoria Junji Ota e o membro do comitê de auditoria Takashi Yamauchi irão se aposentar como diretores de conselho, disse a empresa em nota, após uma reunião emergencial do conselho que durou quatro horas. 

O comitê de auditoria da Toshiba tem sido examinado após a investigação alegar que o comitê fracassou em agir mesmo quando soube da tentativa da Toshiba de prevenir que acionistas exercessem seus direitos. 

A Toshiba também disse que dois executivos, Masayasu Toyohara e Masaharu Kamo, deixarão a empresa neste mês. O relatório alega que os dois recorreram ao Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão buscando apoio antes da reunião anual geral da Toshiba, em julho do ano passado.

Na nota, a Toshiba disse que "vai agir para identificar a causa raiz sem atrasos, de maneira objetiva e transparente, incluindo a participação de terceiros".

O conselho, especialmente o diretor Osamu Nagayama, deve continuar a enfrentar repercussões antes da reunião anual de acionistas no dia 25 de junho. 

Mais cedo, a 3D Investment Partners, segunda maior acionista da Toshiba, que detém 7,2% das ações, escreveu uma carta ao presidente e a três membros do comitê de auditoria pedindo pela renúncia imediata deles. 

A carta descreve Nagayama como "o responsável pelos recentes fracassos de governança da Toshiba, incluindo investigação interna falha e a determinação do conselho para se opor a uma investigação independente e externa". 

As revelações no relatório "são profundamente preocupantes e representam uma das falhas de governança corporativa mais proeminentes e chocantes entre as grandes empresas públicas em qualquer lugar do mundo na última década", diz a carta 3D.

A Toshiba se recusou a comentar a carta, dizendo à Reuters em um comunicado que estava "revisando cuidadosamente o conteúdo do relatório de investigação e planeja anunciar seus comentários sobre o resultado desta investigação após a revisão."

A empresa estava realizando uma reunião de emergência no domingo para discutir a atribuição dos candidatos para três comitês importantes do conselho antes de uma reunião de acionistas em 25 de junho. As principais firmas de consultoria de acionistas fizeram recomendações contra alguns dos candidatos, incluindo os quatro mencionados na carta da 3D.

Quatro diretores independentes, todos não japoneses, disseram em sinal de revolta que não apoiavam mais a lista completa de candidatos a diretor indicados pela Toshiba.


Foto: Reuters


Compartilhe
Comentários

958 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203