Outras Edições

Em destaque Esportes

Petição contra Olimpíada de Tóquio reúne 350 mil assinaturas em 9 dias

Dezenas de cidades que deveriam receber atletas para aclimatação cancelaram esses planos

Crédito: Reuters - 14/05/2021 - Sexta, 16:07h

Tóquio - Uma petição pedindo o cancelamento das Olimpíada de Tóquio, que reuniu 350 mil assinaturas em nove dias, foi submetida aos organizadores nesta sexta-feira (14), refletindo a crescente oposição pública ao evento, uma vez que uma quarta onda de infecções por coronavírus atinge o Japão.

O organizador da campanha "Stop Tokyo Olympics", Kenji Utsunomiya, disse que o festival global do esporte - já adiado no ano passado devido à pandemia do coronavírus - deve acontecer apenas quando o Japão puder receber visitantes e atletas de forma segura.

"Não estamos nessa situação e, portanto, os Jogos devem ser cancelados", disse ele em entrevista coletiva. "Recursos médicos preciosos precisariam ser desviados para as Olimpíadas, se fosse realizada."

A petição foi submetida aos chefes dos comitês olímpico e paralímpico, bem como à governadora de Tóquio, Yuriko Koike.

Questionada sobre a campanha, Koike disse que continuaria a trabalhar pela realização de uma Olimpíada "segura e protegida", apesar da pandemia global.

A oposição aos Jogos também veio dos médicos, enquanto alguns atletas japoneses de destaque expressaram preocupação, incluindo o campeão de golfe Hideki Matsuyama e a tenista Naomi Osaka.

Dezenas de cidades que deveriam receber atletas estrangeiros para aclimatação antes do início dos Jogos cancelaram esses planos, dizendo que não podiam garantir ajuda médica em meio a tensões no sistema hospitalar.

VACINAÇÃO DE ATLETAS
O Japão está se preparando para oferecer vacinas contra Covid-19 a cerca de 2.500 atletas olímpicos e paralímpicos e equipes de apoio, usando doses doadas aos Jogos em meio à revolta pública com o ritmo lento da campanha de inoculação do país.

Faltando menos de três meses para a Olimpíada começar, o Japão está tendo dificuldade para conter uma disparada de casos de coronavírus, e a maioria da população quer que ela seja cancelada ou adiada uma segunda vez.

Menos de 3% dos japoneses foram vacinados até agora, e reportagens do mês passado segundo as quais os atletas serão priorizados causaram indignação nas redes sociais.

Mas na semana passada, a Pfizer e sua parceira alemã BioNTech disseram que doarão doses de sua vacina contra Covid-19 através do Comitê Olímpico Internacional (COI) para ajudar a inocular atletas e suas delegações participantes dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

Autoridades do Comitê Olímpico Japonês e do Comitê Paralímpico Japonês disseram na quarta-feira que no momento estão perguntando a cada federação atlética quantas pessoas querem ser vacinadas e quando isto deve acontecer.

“Nossas autoridades estão dizendo que garantiremos que não haverá problemas para a população geral”, disse Miho Kuroda, do Comitê Paralímpico Japonês.

Segundo uma reportagem do jornal Yomiuri, as vacinações podem começar já em junho, mas as autoridades disseram que a ocasião, assim como outros detalhes, ainda não está clara.

Foto: Reuters
Organizador da campanha "Stop Tokyo Olympics", Kenji Utsunomiya
Compartilhe
Comentários

1462 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203