Outras Edições

Em destaque Economia

Produção das fábricas no Japão aumenta pela primeira vez em 3 meses

Economia ainda busca se livrar do impacto da pandemia do coronavírus

Crédito: Reuters - 26/02/2021 - Sexta, 12:26h

Tóquio - A produção industrial do Japão cresceu pela primeira vez em três meses em janeiro, graças à aceleração da demanda global, em um sinal bem-vindo para uma economia que ainda busca se livrar do impacto da pandemia do coronavírus.

Mas as vendas no varejo, um indicador-chave dos gastos do consumidor, registraram seu segundo mês consecutivo de quedas em janeiro, conforme medidas emergenciais tomadas em resposta à pandemia atingiram o consumo.

Dados oficiais divulgados nesta sexta-feira (26) mostraram que a produção das fábricas avançou 4,2% em janeiro, impulsionada por fortes aumentos na produção de peças eletrônicas e máquinas de uso geral, bem como um aumento menor na produção de automóveis.

“Os fabricantes continuarão a aumentar a produção no curto prazo, desde que não haja nenhum grande choque”, disse Taro Saito, pesquisador executivo do Instituto de Pesquisa NLI.

Embora o crescimento econômico provavelmente seja negativo no primeiro trimestre, o fortalecimento da manufatura compensaria o impacto do estado de emergência, que está afetando principalmente o setor de serviços, disse ele.

O aumento na produção, que seguiu uma queda de 1,0% no mês anterior, ficou em linha com a previsão de ganho de 4,0% em uma pesquisa da Reuters com economistas. Fabricantes consultados pelo Ministério da Economia, Comércio e Indústria (METI) estimam que a produção cresça 2,1% em fevereiro, seguida de queda de 6,1% em março.

O governo manteve sua avaliação da produção industrial inalterada, dizendo que ela estava se recuperando.

A produção das fábricas caiu em novembro e dezembro, quando uma recuperação no setor de automóveis terminou com a queda da demanda global, mas desde então a forte procura por equipamentos de fabricação de tecnologia e produtos eletrônicos ajudou a virar a maré.

Ainda assim, alguns analistas temem que a recuperação econômica do Japão continuará prejudicada por condições mais fracas no país e por medidas de bloqueio tomadas em todo o mundo para conter Covid-19, particularmente na Europa.

O governo também divulgou nesta sexta-feira dados mostrando que as vendas no varejo caíram 2,4% em janeiro em comparação com o mesmo mês do ano anterior, em um sinal de que as famílias seguraram seus gastos com a terceira onda de coronavírus.

A queda foi em grande parte devido a fortes contrações nos gastos com mercadorias em geral e tecidos para vestuário.

“Acreditamos que os gastos do consumidor cairão apenas cerca de 1% neste trimestre”, disse Tom Learmouth, economista para o Japão da Capital Economics.

“Esperamos que aumente com bastante força nos próximos trimestres, à medida que a recuperação for retomada após a campanha de vacinação contra Covid”, acrescentou.

Foto: Reuters
Compartilhe
Comentários

1116 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203