Outras Edições

Em destaque Brasil

São Paulo agora tem a Sala da Fúria, um local para descarregar a raiva quebrando coisas

O negócio segue na mesma linha de empresas sediadas em Tóquio

Crédito: Reuters com Redação - 23/02/2021 - Terça, 10:53h
São Paulo – Foi inaugurado no subúrbio de São Paulo o Rage Room (algo como Sala da Fúria), onde as pessoas podem descarregar sua raiva quando estiverem estressadas. E a ideia tem ganhado cada vez mais popularidade. 

Nesta sala baseada em um depósito, a pessoa pode destruir TVs velhas, computadores, impressoras etc, usando um grande martelo quando estiver com raiva.

De acordo com Vanderlei Rodriguez, 42, que iniciou o negócio há um mês, há muita gente que quer dissipar a raiva, principalmente devido à pandemia do novo coronavírus.

"Está relacionado a tudo o que as pessoas estão experimentando, incluindo muita ansiedade e estresse, e foi a melhor hora para abrir uma sala de raiva aqui", disse Rodriguez.

A taxa para quem quiser desestressar no Rage Room é de quase 5 dólares (527 ienes). 

O usuário usa roupas de proteção e capacete, e pode pichar na parede os problemas que enfrenta, como problemas com a "ex-namorada", "ex-marido", "corrupção" e "trabalho", coisas que o irritam de alguma maneira.

A usuária Luciana Hollanda, de 35 anos, disse que foi muito bom poder dissipar o estresse acumulado por ter duas filhas e ainda estar desempregada: “Estou insatisfeita com minhas filhas e outras pessoas. Não bato nelas. É muito melhor quebrar as coisas."

A proposta é semelhante à da Crash Box e o Break Room, de Tóquio, onde as pessoas também pagam para quebrar coisas com o objetivo de desestressar.  


Foto: Reuters 
Luciana Hollanda descarregou sua raiva em objetos 

Compartilhe
Comentários

1214 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203