Outras Edições

Em destaque Coronavírus

Osaka, Hyogo e Quioto querem fim do estado de emergência em 28 de fevereiro

A governadora de Tóquio se mostrou cautelosa com relação ao fim do estado de emergência

Crédito: Redação - 23/02/2021 - Terça, 08:45h
Osaka – As províncias de Osaka, Hyogo e Quioto devem pedir ao governo central que suspenda o estado de emergência no fim de fevereiro, antes do prazo final em 7 de março, informaram as autoridades na segunda-feira (22). 

O governo da província de Aichi fez um pedido nesse sentido na segunda-feira, segundo a Kyodo News. O jornal Sankei informou que Gifu acompanhará a decisão de Aichi. 

O ministro da Revitalização Econômica, Yasutoshi Nishimura, também responsável pela resposta do Japão à pandemia, conversará com os governadores das três províncias de Kansai nesta terça-feira (23). Ele deverá conversar também com Aichi. 

O segundo estado de emergência emitido pelo governo central inicialmente em 7 de janeiro, incluiu 11 províncias, e estava previsto para encerrar em 7 de fevereiro. Mas foi prorrogado para 7 de março em dez províncias. 

A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, se mostrou cautelosa com relação ao fim do estado de emergência, pois para ela a capital ainda enfrenta uma situação “grave” em termos de infecções por coronavírus. 

Koike deve realizar também nesta terça-feira uma reunião online com os governadores das províncias próximas, Saitama, Chiba e Kanagawa, que também estão incluídas no estado de emergência. 

O governador de Osaka, Hirofumi Yoshimura, contou que quer debater nesta terça-feira com os governadores de Hyogo e Quioto medidas antivírus antes de apresentar um pedido oficial de encerramento do recurso junto ao governo central. Tanto Quioto quanto Osaka dizem que o ritmo das infecções diminuiu, assim como a pressão nos hospitais. 

Os governadores de Quioto, Takatoshi Nishiwaki, e de Hyogo, Toshizo Ido, asseguraram que mesmo com o fim do estado de emergência continuarão pedindo aos restaurantes e bares que mantenham o horário reduzido de funcionamento. 

O governador de Aichi, Hideaki Omura, disse que os novos casos de Covid-19 têm permanecido em dois dígitos por vários dias. “(O estado de emergência) deve ser suspenso no final deste mês, pois esperamos que o número de pacientes hospitalizados caia ainda mais", disse.

Ainda que o número de infecções venha caindo, funcionários do Ministério da Saúde acreditam que a redução não tem sido suficiente para eliminar a preocupação com a pressão sobre o sistema de saúde. 

Segundo dados da NHK, na segunda-feira 740 pessoas testaram positivo para o coronavírus no Japão e 56 morreram. O total de casos no país agora é de 427.087. 

Na segunda-feira Tóquio registrou 178 infecções, o número mais baixo desde 24 de novembro de 2020. Outra província que ficou nos três dígitos foi Saitama, com 101 casos. As demais confirmaram casos abaixo de 100: Osaka (62), Kanagawa (96), Chiba (99), Aichi (30), Fukuoka (26), Hyogo (14), Quioto (7), Gifu (9).

Na quarta-feira (24) Nishimura deverá discutir a situação das infecções nestas províncias com o ministro da Saúde, Trabalho e Bem-Estar, Norihisa Tamura. 

Segundo o jornal Sankei, uma decisão será tomada na sexta-feira (26) em reunião do governo com um comitê consultivo composto por especialistas. 


Foto: iStockphoto 
Osaka 

Compartilhe
Comentários

1214 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203