Outras Edições

Em destaque Economia

Preços ao consumidor caem no Japão pelo 2º mês seguido

Os analistas atribuíram a queda à campanha do governo que visa promover viagens domésticas

Crédito: Reuters - 23/10/2020 - Sexta, 11:26h

Tóquio - Os principais preços ao consumidor do Japão caíram pelo segundo mês consecutivo em setembro, um sinal de que uma desaceleração da demanda induzida pelo coronavírus está acumulando pressão deflacionária sobre a terceira maior economia do mundo, já afetada pela recessão.

Os dados devem aumentar as expectativas de que o Banco do Japão (BOJ) mantenha seu programa de estímulo massivo para amortecer o golpe econômico da pandemia.

Os analistas atribuíram a queda, principalmente, à campanha do governo que visa promover viagens domésticas, destacando a difícil tarefa de apoiar a economia sem empurrar a inflação para longe da meta de 2% do banco central.

“As quedas em agosto e setembro foram causadas em grande parte pela campanha do governo de descontos em viagens”, disse Takeshi Minami, economista-chefe do Instituto de Pesquisa Norinchukin.

“A fraca demanda do setor de serviços pode exercer uma pressão ainda maior sobre os preços, pelo menos até que o coronavírus seja contido.”

O índice nacional de preços ao consumidor (IPC), que exclui alimentos frescos voláteis, mas inclui energia, caiu 0,3% em setembro em relação ao ano anterior, mostraram dados do governo nesta sexta-feira (23).

Ao eliminar o efeito da campanha de descontos em viagens, os principais preços ao consumidor ficaram estáveis ​​em setembro em relação ao ano anterior, mostraram os dados.

Os dados estarão entre os fatores que o BOJ examinará na revisão da taxa da próxima semana. Pessoas familiarizadas com o pensamento do BOJ disseram à Reuters que o banco provavelmente reduzirá suas previsões econômicas e de preços para o atual ano fiscal.

A economia do Japão sofreu sua maior queda no pós-guerra no segundo trimestre do ano, e os analistas esperam que qualquer recuperação seja modesta devido ao baixo consumo e gastos de capital.

Enquanto a demanda por bens duráveis ​​está aumentando, as políticas de distanciamento social e os temores sobre o ressurgimento de infecções continuam pesando sobre o consumo de serviços.

Como parte dos esforços para resgatar o enfermo setor de turismo do Japão, o governo iniciou em julho a campanha Go To Travel, oferecendo descontos para viagens domésticas que deve durar até janeiro do próximo ano.

Foto: Reuters
Compartilhe
Comentários

848 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203