Outras Edições

Em destaque Comunidade

Movimento na Tokyo Café Show em Kanagawa supera expectativas de expositores brasileiros

O pavilhão brasileiro foi capitaneado pela Brazilian Business Group (BBG Asia), com apoio da Embaixada do Brasil e do Consulado de Tóquio

Crédito: Gilberto Yoshinaga - 19/10/2020 - Segunda, 12:40h
Kanagawa - Com superação de expectativas, o Brasil marcou presença, mais uma vez, na Tokyo Café Show, feira comercial de alimentos realizada no Pacifico Yokohama, em Yokohama (Kanagawa), entre os dias 5 e 7 deste mês. Nos três dias de exposição, foi registrada a circulação de cerca de 20 mil visitantes. 

O pavilhão brasileiro foi capitaneado pela entidade Brazilian Business Group (BBG Asia), com apoio da Embaixada do Brasil e do Consulado-Geral do Brasil em Tóquio. 

Antes do evento, organizadores e expositores temiam por seu êxito, devido à condição ainda preocupante da pandemia do novo coronavírus, que já havia prejudicado outras feiras similares - a Foodex Japan, por exemplo, que estava agendada para março, acabou sendo cancelada. 

Ainda assim, com os devidos cuidados da organização e do público e a obediência a protocolos de saúde - como a medição de temperatura de todos os participantes e o uso de máscaras -, o resultado foi comemorado pelos empreendedores brasileiros. 

“Já esperávamos um público inferior à média comum nesse tipo de evento, mas o movimento foi muito bom. Tanto que levei uma quantidade menor de produtos, pensando que seria insuficiente, mas não sobrou nada”, avaliou Eber Massamiti Toyohashi, da Think Master Corporation, que fez parte da Tokyo Café Show pela terceira vez. 

“Não dá para prevermos que retorno essa participação traz, mas é muito importante estar presente nesse tipo de evento”, disse. 

Outro ‘veterano’ no evento, Marcelo Takashi Hironaka, diretor da empresa Hiro World, também fez um balanço positivo nesta sua quarta participação. “Diante da expectativa baixa que tínhamos, em razão da Covid-19, o retorno foi muito satisfatório. Eu estava à procura de maquinários e embalagens e, nesta feira, consegui encontrar boas opções”, ponderou, ao frisar que o apoio dos organizadores do pavilhão brasileiro foi muito importante. “Temos que destacar o empenho da BBG, da Embaixada e do Consulado para que tudo corresse bem.” 

O presidente da BBG, Hidekichi Hashimoto, lembrou que, mais do que um evento para marcar presença, a Tokyo Café Show é uma oportunidade para empreendedores brasileiros fazerem negócios. “É um encontro propício para observar tendências de mercado, trocar cartões de visita e, possivelmente, fazer negócios e fechar parcerias”, cita. 

“Concordo. Antes de ser expositor, eu já era frequentador, e esse tipo de feira é um ambiente ótimo para fazer intercâmbios”, define Paulo Cesar de Lisboa, da Mundial Foods, que também participou pela quarta vez. 

“Nem sempre o retorno é imediato, mas funciona. Às vezes, um contato só é feito meses depois dessa troca de cartões, mas ele não ocorreria se não tivéssemos participado.” 

Em sua primeira participação, Makoto Nogami, da Dream Foods, ficou bastante satisfeito. “Fui bem acolhido pelos organizadores e expositores e já quero participar da próxima edição. Esse espaço é bom para aprender, adquirir experiência e buscar inspiração para novas ideias empresariais”, analisou. 

Seu estande foi compartilhado com a empresa Saúde & Sabor, do empresário Allan Cardinali, que também debutou na Tokyo Café Show. “Às vezes, ficamos imersos demais em nossa própria empresa, com nossos próprios métodos de trabalho, e acabamos não enxergando outras coisas. Gostei muito de poder fazer contatos, observar o que outras empresas fazem e aprender novas coisas, algumas das quais podem ser aplicadas também no meu trabalho”, acrescentou. 

125 ANOS   

Vale lembrar que o café é um produto bastante simbólico na amizade entre Brasil e Japão, que está completando 125 anos. Afinal, foi para trabalhar nos cafezais brasileiros que a imigração japonesa teve início no país. E mais de um terço do café consumido no Japão, hoje, é importado do Brasi.

Também compuseram o pavilhão brasileiro as empresas BSCA, H&B, Apiário Sol, Fruta Fruta, Cerrad e a Associação Nihon Kaigai Kyoukai (JOC - Japan Overseas Council). 

O último dia do evento também foi prestigiado pelo cônsul-geral do Brasil em Tóquio, João de Mendonça Lima Neto, e pela conselheira Cláudia Kimiko Ishitani Christofolo, que representou a Embaixada do Brasil no Japão. 


Foto: Pedro Silvestre




Compartilhe
Comentários

848 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203