Outras Edições

Em destaque Esportes

Hamilton iguala número de vitórias de Schumacher; Nadal vence mais um Grand Slam e iguala recorde de Federer

Ambas as conquistas ocorreram neste domingo

Crédito: Reuters - 12/10/2020 - Segunda, 13:42h
Londres - Lewis Hamilton igualou Michael Schumacher com o recorde de maior número de vitórias (91) em todos os tempos na Fórmula 1 ao triunfar no Grande Prêmio de Eifel neste domingo (11) e de quebra ficar mais perto da conquista do seu sétimo título mundial na categoria.

Enquanto o britânico triunfava em Nuerburgring, o mesmo circuito alemão onde a lenda da Ferrari Schumacher venceu cinco vezes, o companheiro de equipe de Hamilton na Mercedes, Valtteri Bottas, sofreu um enorme revés em suas chances de título ao abandonar a prova pela primeira vez na temporada.
Hamilton, que comemora sua sétima vitória no ano, está agora 69 pontos à frente do finlandês na classificação, faltando seis provas para o fim.

Max Versteppen, da Red Bull, terminou em segundo e conquistou um ponto de bônus pela volta mais rápida, com o australiano Daniel Ricciardo em terceiro pela Renault, o primeiro pódio dele desde 2018, quando estava na Red Bull.

O filho de Schumacher, Mick, líder da Fórmula 2 e que poderá competir contra Hamilton na próxima temporada, presenteou o britânico com um dos capacetes vermelhos do seu pai, da segunda passagem dele pela F1 com a Mercedes.

"Parabéns e isso é em nome de todos nós. Uma grande conquista, de verdade", disse Mick, cujo pai sofreu graves ferimentos na cabeça em um acidente de esqui em 2013 e não foi mais visto em público desde então.

"Muito obrigado, é uma honra", disse Hamilton antes de subir ao pódio no circuito mais próximo de onde Schumacher vivia na infância, em Kerpen. "Eu nem sei o que dizer."

"Quando você cresce vendo alguém, geralmente idolatra essa pessoa. Não só pela qualidade do piloto, mas pelo que ele é capaz de fazer continuamente, ano após ano, corrida na corrida e semana após semana", acrescentou o britânico.

"Testemunhando o domínio dele por tanto tempo, eu acho que ninguém, especialmente eu, imaginava eu que estaria perto do Michael em termos de recordes e números. Portanto, é uma honra incrível e vai levar algum tempo para me acostumar com isso."

Hamilton disse que só percebeu o significado do que alcançou quando entrou no pitlane após passar pela bandeira quadriculada.

TÊNIS

O tenista espanhol Rafael Nadal superou o número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic, por 6-0 6-2 7-5, na final do Aberto da França neste domingo, conquistando o 20º título de Grand Slam de sua carreira.

Com seu 13º triunfo em Roland Garros, um recorde, o número dois do mundo, Nadal, está agora empatado com o suíço Roger Federer como o jogador com mais títulos individuais masculinos de Grand Slams.

"Em primeiro lugar, parabéns a Novak por mais um grande torneio, desculpe por hoje", disse Nadal, que já derrotou Djokovic em todas as suas três finais do Aberto da França. "Na Austrália (na final de 2019) ele me matou. Jogamos tantas vezes, um dia ganha um, outro ganha o outro."

Nadal, de 34 anos, disse que não pensava em igualar a marca de Federer.

"Vencer aqui significa tudo. Não penso hoje no 20º e ter igualado Roger neste grande número, hoje é apenas uma vitória de Roland Garros e isso significa tudo para mim", disse o número 2 do mundo.

“Esta história de amor que tenho com esta cidade e com esta quadra é inesquecível.”


Foto: Reuters 
Rafael Nadal igualou o número de títulos individuais masculinos de Grand Slams com Roger Federer 

Compartilhe
Comentários

1104 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203