Outras Edições

Em destaque Economia

Taxa de aposentadoria sobe no Japão para trabalhadores com alta renda

O país tem adotado medidas para garantir o benefício a todas as pessoas com direito

Crédito: Masamichi Maeda/Alternativa - 30/09/2020 - Quarta, 12:00h

Tóquio - A partir de quinta-feira (1º de outubro), os trabalhadores que têm renda superior a ¥635 mil por mês pagarão uma contribuição maior para o sistema de previdência do Japão, informou a emissora Fuji TV.

Os assalariados inscritos no shakai hoken (seguro social da empresa) contribuem automaticamente para o kousei nenkin (previdência de trabalhadores). O aumento a partir de outubro será de ¥2.745 por mês.

A contribuição para o shakai hoken, cuja taxa equivale a 18,3% do salário, é paga meio a meio pelo trabalhador e pelo empregador.

Mas a taxa de contribuição se torna fixa para quem ganha mais de ¥605 mil por mês, ficando em ¥56.730 (valor pago pelo trabalhador).

Em outubro, a taxa de contribuição fixa subirá para ¥59.475, um aumento de ¥2.745 por mês. Futuramente, quando o trabalhador se aposentar, o valor do benefício deve subir na mesma proporção do reajuste, segundo o site Financial Field.

O Japão tem adotado medidas para garantir aposentadoria a todas as pessoas com direito a esse benefício, em meio ao envelhecimento da população e à diminuição do nascimento de crianças no país.

Uma dessas medidas foi o aumento do imposto sobre consumo (shouhizei), de 8% para 10%, em outubro do ano passado. O primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, disse que não haveria necessidade de um novo reajuste do imposto nos próximos 10 anos.

Foto: iStockphoto
Compartilhe
Comentários

1027 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203