Outras Edições

Em destaque Esportes

COI garante Olimpíada de Tóquio mesmo que não haja vacina contra Covid-19 até o evento

Os Jogos foram adiados por um ano devido à pandemia de coronavírus

Crédito: Reuters - 29/09/2020 - Terça, 14:09h

Tóquio - O presidente do COI, Thomas Bach, expressou otimismo sobre a realização da Olimpíada de Tóquio no próximo ano, animado com a recente retomada de grandes eventos esportivos e o progresso no desenvolvimento de uma vacina contra o novo coronavírus.

“Podemos ver que o esporte está voltando lentamente, mas com segurança...o que mostra para nós, mostra para o mundo que podemos organizar eventos esportivos seguros mesmo sem vacina”, disse Bach em uma reunião de representantes do COI e autoridades e organizadores japoneses.

A Olimpíada de Tóquio, originalmente programada para este ano, foi adiada por um ano devido à pandemia de coronavírus.

A disseminação global do vírus se manteve nos últimos meses, lançando uma sombra sobre a viabilidade dos Jogos, mas Bach está otimista sobre os esforços para combatê-lo.

“Também temos notícias muito animadoras sobre o desenvolvimento de vacinas”, afirmou ele.

Bach e o primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, conversaram por telefone na semana passada e concordaram em cooperar estreitamente para organizar Jogos seguros para atletas e espectadores.

“Estamos sentados juntos em um barco. A única coisa que temos que fazer agora é remar na mesma direção”, disse Bach na reunião.

Olimpíada "simplificada"
Os organizadores da Olimpíada de Tóquio propuseram reduzir o número de funcionários nos Jogos do próximo ano e encurtar o período de abertura dos locais de treinamento, como parte de um plano para realizar um evento simplificado em meio à pandemia.

Os Jogos, originalmente programados para começar em julho de 2020, foram adiados por um ano pelo Comitê Olímpico Internacional e pelo governo japonês devido ao novo coronavírus.

Desde então, os organizadores e autoridades do governo vêm buscando maneiras de cortar custos, simplificar os Jogos e proteger atletas e torcedores. Ainda assim, há dúvidas persistentes sobre a viabilidade de realizar um evento global em grande escala enquanto a pandemia continua.

Suga vê o turismo como chave para retomar uma economia gravemente prejudicada e disse que deseja realizar a Olimpíada no próximo ano.

“Já estamos decididos a fazer isso no próximo ano, não importa o que aconteça”, declarou o presidente do comitê dos Jogos, Yoshiro Mori, a repórteres em uma coletiva de imprensa após reunião online de dois dias com representantes do COI.

Mori afirmou que o número de autoridades, funcionários e outras pessoas associadas aos Jogos pode ser reduzido em 10-15%. A operação do centro de imprensa principal pode ser reduzida em oito dias e as cerimônias de boas-vindas para os atletas, canceladas, segundo ele.

Os organizadores de Tóquio também sugeriram um período de abertura mais curto para os locais de treinamento e redução da equipe para o revezamento da tocha.

No entanto, não havia planos para reduzir o número de atletas participantes.

Foto: Reuters
Presidente do COI, Thomas Bach
Compartilhe
Comentários

1105 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203