Outras Edições

Em destaque Coronavírus

Governo do Japão dá 7 exemplos de situações de alto risco de infecção por coronavírus

Um dos casos são as reuniões sociais com consumo de álcool

Crédito: Redação - 27/09/2020 - Domingo, 15:12h
Tóquio - O subcomitê consultivo do governo japonês para o coronavírus apresentou sete situações que podem aumentar o risco de infecção, incluindo reuniões sociais envolvendo o consumo de álcool, publicou o jornal The Mainichi. 

O governo, que incluirá Tóquio na campanha de subsídio ao turismo "Go To Travel" a partir de 1º de outubro, visa prevenir a propagação de infecções apresentando exemplos concretos de comportamento de alto risco.

O subcomitê alertou as pessoas para serem muito cautelosas com relação a:

-reuniões sociais que envolvam o consumo de álcool 

-comer ou beber fora até tarde da noite ou em grandes grupos

-falar em um grupo numeroso ou sem máscara

-socializar após o trabalho e durante os intervalos

-vida comunitária

-exercício causando respiração pesada

-antes e depois de fazer atividades ao ar livre

Nesta semana o jornal Chunichi publicou os números de infecções em Aichi e citou um caso em Okazaki, onde 13 pessoas foram infectadas num mesmo lugar. 

Primeiro teriam surgido quatro casos em meados de setembro e depois foram confirmados mais nove na quinta-feira (24). 

Entre os sete exemplos, o painel do governo alertou especialmente para encontros sociais envolvendo bebidas. Quando as pessoas estão bebendo em grupo, elas tendem a falar em voz alta, pois sua audição pode ficar prejudicada devido ao álcool. 

O risco de contrair o vírus aumenta se muitas pessoas permanecerem muito tempo em um espaço fechado. Este também é o caso de comer ou beber em grandes grupos até tarde da noite.

Mesmo que o trabalho de escritório em si seja de baixo risco, as pessoas tendem a se reunir após o trabalho ou durante os intervalos, entrando em contato próximo. Durante esses tempos, pode haver pessoas que tirem suas máscaras.

Continuar com o tema de grupos que passam tempo em espaços fechados, morando em dormitório ou outras formas de vida comunitária também aumentam o risco de infecção. 

O risco também é alto se você fizer exercícios que o façam respirar com dificuldade em um espaço fechado com pouca ventilação e pouco distanciamento social. Enquanto isso, é fácil acabar em um lugar lotado de pessoas, como usar transporte público e comer fora.

Com relação ao comportamento durante o uso do subsídio da campanha Go To, o subcomitê instou as pessoas a viajarem em pequenos grupos para destinos diferentes em uma programação escalonada. Também recomendou que a campanha fosse descontinuada se os governos nacionais ou locais aumentassem a escala de alerta de coronavírus de quatro estágios para o estágio 3, no qual a capacidade de leitos do hospital fica limitada.

SINTOMAS 

Em publicação sobre o coronavírus, a NHK informa que o coronavírus pode ser transmitido antes que uma pessoa apresente sintomas.

De acordo com um relatório divulgado pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, os pesquisadores examinaram as rotas de infecção em casos em Cingapura e encontraram sete grupos que seriam causados por transmissões entre pessoas que ainda não apresentavam sintomas.

O estudo descobriu que essas pessoas desenvolveram febre, tosse ou rinorreia vários dias depois de entrarem em contato com outras pessoas que mais tarde contraíram o vírus. Isso significa que não apresentaram nenhum sintoma no momento do contato, pois o vírus ainda estava no período de incubação. 

Os pesquisadores acreditam que essas pessoas espalham o vírus por meio da transmissão por gotículas, entre outros métodos possíveis.

Os pesquisadores afirmam que mesmo que a pessoa infectada não esteja tossindo, ela pode ter emitido gotículas ao cantar.

O QUE FAZER? 

Os pesquisadores afirmam que a descoberta prova que o coronavírus pode ser transmitido durante o período de incubação. 

E dizem que mostra que não basta isolar pessoas que já apresentam sintomas ou são assintomáticas. Todos devemos evitar multidões e reuniões, pois qualquer pessoa pode ser portadora do vírus.

Logo que aparecerem os sintomas, autoridades costumam pedir que as pessoas busquem auxílio médico, além de ter o cuidado de avisar aos demais ao redor. 


Foto: iStockphoto 

Compartilhe
Comentários

1027 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203