Outras Edições

Em destaque Mundo

Viagens internacionais devem cair 57% em 2020, mostra pesquisa

No Japão, a queda no número de turistas estrangeiros é de 99,9% em relação ao mesmo período do ano anterior

Crédito: Redação - 13/09/2020 - Domingo, 11:46h
Nova York - A demanda global por viagens internacionais deve cair 57 por cento em 2020, prejudicada por controles mais rígidos de fronteira e medidas de quarentena impostas em um esforço para conter o coronavírus, segundo uma empresa de pesquisa britânica.

A demanda por turismo no exterior não retornará ao nível em 2019 até 2024, refletindo os efeitos econômicos da pandemia e o sentimento negativo persistente em relação às viagens internacionais, incluindo o impacto nas viagens de lazer e negócios, disse a Oxford Economics Ltd. em um relatório recente, conforme publicou a Kyodo News. 

Muitos países estão começando a reabrir suas fronteiras. "No entanto, há imensa dificuldade em encontrar o equilíbrio correto entre garantir que o vírus permaneça sob controle e, ao mesmo tempo, reviver o turismo", disse a empresa de pesquisa.

A demanda por viagens domésticas deve se recuperar mais rapidamente do que as internacionais, voltando ao nível em 2019 até 2022, de acordo com o relatório.

A queda de 57 por cento, equivalente a 847 milhões de chegadas a menos, é projetada como todas as regiões provavelmente sofrerão um declínio, com viagens para destinos na América do Norte onde a queda deverá ser mais acentuada, de 70 por cento.

A Ásia-Pacífico será a segunda região mais afetada, com um declínio de 57%. Os destinos do Nordeste Asiático devem registrar a maior queda na área, 61 por cento.

No Japão, os visitantes que chegam caíram 99,9% em relação ao ano anterior pelo quarto mês consecutivo em julho, com a entrada proibida de estrangeiros de mais de 140 países e regiões.

As viagens internacionais devem cair 56 por cento na Europa, apesar dos movimentos recentes para reabrir as fronteiras e impulsionar a atividade de viagens, disse a empresa de pesquisa britânica.

Os destinos das principais cidades são mais afetados do que as áreas rurais, disse o relatório. 

Bangkok deve apresentar a queda mais acentuada no número de visitantes, de 14,5 milhões de pessoas, o equivalente a quase dois terços da perda de visitantes na Tailândia.

Espera-se que as 10 cidades com maior porcentagem de quedas fiquem nos Estados Unidos, incluindo Nova York, que provavelmente terá uma queda de 79%.


Foto: iStockphoto 
A cidade de Nova York, nos Estados Unidos, será uma das mais afetadas 




Compartilhe
Comentários

629 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203