Outras Edições

Em destaque Japão

Funcionária de konbini morre esfaqueada durante expediente em Tochigi

Em um dos casos, uma funcionária de loja morreu esfaqueada

Crédito: Redação - 14/08/2020 - Sexta, 13:25h
Tochigi - Uma mulher de 45 anos que trabalhava meio período em uma loja de conveniência Lawson na cidade de Utsunomiya, (Tochigi), morreu esfaqueada por seu namorado. O crime foi registrado na quarta-feira (12), segundo o Japan Today. 

A polícia disse que o suspeito Hiroyuki Kawada, 41, e a vítima, Mari Honna, estavam em um relacionamento há cerca de um ano, o qual Honna queria terminar.

Em 9 de agosto, Honna ligou para a polícia e disse que estava com medo, porque Kawada falou que iria até a casa dela, mas ele nunca apareceu. 

Na terça-feira, Honna foi a uma delegacia perto de sua casa e disse que Kawada estava ligando e mandando mensagens de texto para ela.

A polícia enviou uma viatura à sua casa para manter uma vigilância periódica.

No entanto, na tarde da quarta-feira, Honna estava atendendo um cliente na loja quando Kawada entrou. 

Ele tentou ir para trás do balcão e pegar o dinheiro da caixa registradora. 

Quando Honna tentou detê-lo, ele puxou uma faca e a esfaqueou no peito.

Kawada ainda tentou pegar o dinheiro da caixa registradora, mas foi impedido por outro funcionário. 

Então Kawada teria se ferido repetidamente na barriga com a própria faca.

Tanto a balconista da loja quanto o agressor foram levados ao hospital, onde foram dados como mortos, informou a Fuji TV. 

ROUBO

A Polícia Metropolitana de Tóquio prendeu um homem de nacionalidade mexicana pela suposta tentativa de roubo de uma loja de conveniência em Akasaka na quarta-feira (12), relata o TBS News.

Por volta das 9h daquele dia, José de Jesus Soto Mendoza, um funcionário de empresa de 31 anos, entrou na unidade da rede Lawson e teria apontado uma faca para um balconista de 28 anos. 

“Entregue o dinheiro”, disse ele.

Depois que o funcionário disparou o alarme, Soto Mendoza fugiu do local de mãos vazias. 

Ninguém ficou ferido no incidente, disse a polícia anteriormente.

Ao ser preso, Soto Mendoza negou as acusações. “Como estava sob o efeito de drogas, não sei o que fiz”, teria dito.

Ele mora perto da loja, disse a polícia.


Foto: iStockphoto 

Compartilhe
Comentários

629 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203