Outras Edições

Em destaque Japão

1 morto e 17 feridos na explosão em Fukushima; a suspeita é de vazamento de gás

Muitas construções próximas tiveram os vidros das janelas quebrados pelo impacto da explosão

Crédito: Redação - 30/07/2020 - Quinta, 13:29h
Fukushima - Uma pessoa morreu e 17 outras ficaram feridas na explosão registrada na manhã desta quinta-feira (30) em um restaurante em Koriyama, na província de Fukushima, disseram os bombeiros.

A explosão ocorreu em um restaurante por volta das 9 horas da manhã, segundo o jornal Mainichi. 

A pessoa que morreu foi encontrada no local da explosão. 

Dois dos 17 feridos não conseguem andar. 

Segundo o corpo de bombeiros, havia seis cilindros de gás propano no estabelecimento, seis dos quais com válvulas quebradas e vazamento de gás, publicou a NHK.

Segundo a polícia, o local onde ocorreu a explosão foi fechado em abril devido ao coronavírus. 

O restaurante passava por reforma e sua reabertura estava prevista para a sexta-feira (31). 

A polícia está restringindo o acesso a um raio de 300 metros do local e verificando a situação.

A área onde ocorreu a explosão fica a cerca de 1 quilômetro a oeste da prefeitura de Koriyama e a 3,5 quilômetros a oeste da estação JR Koriyama.

No Hospital Kuwano Kyoritsu, a cerca de 150 metros ao sul do local, os funcionários sentiram o tremor, que foi confundido com um terremoto, e os vidros das janelas do primeiro ao quarto andar foram quebrados.

Além disso, numa escola ligada à Universidade das Mulheres de Koriyama, a 370 metros a leste do local, janelas foram danificadas.

O restaurante "Shabu-shabu Onsen Koriyama Shin Sakura-dori", que sofreu a explosão, tem apenas um andar e estrutura de aço, num total de 164 metros quadrados de área, segundo o Corpo de Bombeiros.

Uma mulher que administra um salão de beleza perto dali disse: "Quando saí para levar o lixo, ocorreu a explosão. Ouvi o estrondo e os gritos dos residentes e também vi muita fumaça. Já faz um tempo desde que a explosão aconteceu, mas ainda estou tremendo".

Um funcionário do Hospital Kuwano Kyoritsu, perto do local da explosão, disse: “Quando eu estava trabalhando, de repente ouvi algo como o som da explosão e senti o chão tremer”.

O funcionário citou que o hospital tem quatro andares e que está trabalhando para confirmar os danos nas janelas. 

“Mas sinto alívio em saber que não houve vítimas entre funcionários e pacientes do hospital”.

Uma mulher que morava perto do local da explosão em Koriyama disse: "O cheiro de gás que eu sentia era tão forte que achei que fosse aqui em casa e desliguei”. 

A cidade de Koriyama, na província de Fukushima, montou um centro de evacuação no "Centro Comunitário Kuwano" para receber as pessoas cujas casas foram danificadas pela explosão.

Kyoichi Kobayashi, ex-funcionário do Corpo de Bombeiros do Ministério de Assuntos Internos e Comunicações, que está familiarizado com o fenômeno da explosão, disse: "Tanto quanto você pode ver pela imagem, considera-se que o vazamento de gás causou uma grande explosão. Quanto maior a explosão, maior o dano. Existe a possibilidade de o gás ainda estar vazando; nesse caso, há o risco de outra explosão".

Takao Sakaguchi, diretor do Instituto de Pesquisa em Desastres Civis do Corpo de Bombeiros de Tóquio, disse: "Até onde você pode ver pela imagem, é um restaurante; portanto, é possível que o gás propano tenha vazado e inflamado por algum motivo e explodido. Como o teto e as paredes do prédio onde ocorreu a explosão foram totalmente destruídos e apenas o esqueleto permaneceu, especula-se que se tratava de uma estrutura simples. A quantidade de gás gerado também foi bastante alta".


Foto: Reprodução/ANN


Compartilhe
Comentários

629 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203