Outras Edições

Em destaque Coronavírus

Apenas 3% das famílias de Osaka receberam formulário de ajuda dos 100 mil

O prefeito da cidade reconheceu que houve falha no programa e que procurará corrigir

Crédito: Redação - 29/06/2020 - Segunda, 15:25h
Osaka - Apenas 3% dos domicílios da cidade de Osaka, capital da província homônima, receberam o formulário para obter a ajuda de 100.000 ienes por pessoa do governo japonês até 25 de junho, uma taxa muito abaixo da média nacional, que é de 65%.

O progresso da entrega dos formulários em Osaka, o município mais populoso do oeste do Japão, é o mais lento entre as 20 grandes cidades no Japão. 

O prefeito de Osaka, Ichiro Matsui, pediu desculpas aos moradores pelo atraso durante uma entrevista coletiva em 25 de junho.

"Quero verificar por que houve um atraso tão grande, apesar de termos aumentado o número de funcionários", disse. 

Ele também disse que havia dirigido os departamentos encarregados de melhorar os procedimentos.

O governo da cidade de Osaka começou a aceitar pedidos de pagamento de moradores em maio pela internet ou pelo correio. 

Como surgiram muitos erros quanto ao aplicativo, o governo suspendeu os pedidos online no início de junho. 

Enquanto Matsui explicou que "muitos funcionários foram forçados a responder a várias reclamações", as autoridades da cidade ainda não sabem as causas detalhadas dos problemas. 

Em 25 de junho, apenas 47.600 dos 1,52 milhão de domicílios da cidade haviam recebido o formulário.

De acordo com as investigações do jornal Mainichi em 20 cidades no Japão, Kumamoto (95%) no sudoeste do Japão, Sapporo (93%) no norte do Japão e duas outras cidades atingiram uma taxa de pagamento de pelo menos 90%, mas Chiba (5%), a leste de Tóquio, e Nagoia (7%), em Aichi, se juntam a Osaka no grupo com menos de 10%.

Uma característica comum das cidades com altas taxas de pagamento é a extensa preparação antecipada. 

Sapporo recorreu a uma empresa de impressão para lidar com os formulários, já que a mesma havia sido encarregada de imprimir um material semelhante em 2009 durante a crise econômica. 

Com base no know-how adquirido nesse projeto, a empresa garantiu papéis e envelopes para poder começar a aceitar os pedidos mais cedo.

Enquanto isso, um funcionário de Okayama (90%) no oeste do Japão declarou: "Começamos a nos preparar com antecedência, a partir de meados de abril, enquanto observávamos as tendências da política nacional, de modo que as bases já haviam sido estabelecidas com um desenvolvedor de sistemas e o Japan Post. Co."

O prefeito de Osaka, Matsui, reclamou na conferência de imprensa de 25 de junho que "(a população da) cidade de Osaka é muito grande". 

No entanto, a taxa de formulários em Yokohama, a cidade mais populosa ao sul de Tóquio, era de 23%. 

Matsui foi obrigado a admitir a má administração do programa em sua própria cidade, dizendo: "Vamos aprender os caminhos percorrido por outras cidades".


Foto: iStockphoto 





Compartilhe
Comentários
1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203