Outras Edições

Em destaque Economia

SoftBank investirá em 14 startups administradas por fundadores ligados a minorias

O programa voltado para este fim foi criado antes dos protestos em torno da morte de George Floyd em maio

Crédito: Redação - 20/06/2020 - Sábado, 13:47h
San Francisco - A SoftBank Group Corp. fará investimentos em 14 startups administradas por fundadores que fazem parte de minorias, afirmou Rajeev Misra, chefe do Vision Fund.

Os investimentos fazem parte do programa acelerador Emerge do conglomerado, que oferece orientação para empresários de grupos sub-representados, publicou a Kyodo. 

No ano que vem a SoftBank ampliará o programa para a Europa e expandindo-o para dois grupos em vez de um, disse Misra, acrescentando que o número pode chegar a três. 

Misra falou no evento online do Emerge nesta semana, onde os fundadores chamaram investidores, mostrando o primeiro grupo de empresas que concluíram o programa.

O acelerador Emerge da SoftBank foi desenvolvido no Vale do Silício antes do foco atual nas questões de raça, impulsionado pelos protestos em torno da morte de George Floyd em maio. 

Desde então, muitas empresas de tecnologia se manifestaram em apoio aos negros do setor e prometeram cumulativamente mais de 32 bilhões de ienes (US $ 300 milhões) em contribuições ou investimentos para minorias.

A SoftBank investirá pelo menos 16 milhões de ienes em cada uma das empresas, de acordo com uma pessoa familiarizada com o assunto e que pediu para não ser identificada. 

Os valores finais do investimento dependerão do estágio de cada empresa. 

Muitas das startups - em setores de assistência médica, habitação e tecnologia de ponta - já começaram as primeiras rodadas. 

Separadamente, o capital poderia estar disponível a partir do ¥ 10,6 bilhões do Opportunity Growth Fund, que apoiará os fundadores.

O Emerge e o Opportunity Growth Fund representam "medidas concretas e significativas para reduzir os obstáculos que eu sei que permanecem altos demais para muitos de vocês", disse Misra.

Além da injeção de capital, a SoftBank planeja apresentar os fundadores da Emerge a outras empresas da SoftBank, disse Misra. 

"Tivemos experiências incríveis com mais de 90% dos fundadores", disse ele. 

"Claro, existem algumas exceções." 

Adam Neumann, co-fundador da WeWork, criou um conjunto embaraçoso de desafios para a SoftBank, depois que sua tentativa de uma oferta pública inicial no ano passado caiu drasticamente.

Alguns dos fundadores disseram que a SoftBank já fez as principais apresentações. 

Após o evento, Megan Gray, que apresentou sua empresa de segurança automotiva Moment AI, disse que se encontrou com a Cambridge Mobile Telematics Inc., empresa do Vision Fund, e que ainda está trabalhando com seus fundadores.

Os aceleradores tornaram-se um rito de passagem para muitas das principais startups do Vale do Silício, mas relativamente poucas são dedicadas minorias. 

A Y Combinator criou iniciativas como a Conferência de Fundadoras, mas a indústria ainda sofre com um dramático desequilíbrio racial e de gênero, principalmente para os negros. 

Desde os primeiros dias da internet de 1990 a 2016, apenas 0,4% das pessoas que receberam capital de risco eram negras, de acordo com um estudo da Universidade de Harvard.

Nos últimos anos, empresas de risco surgiram para apoiar fundadores sub-representados, como a Concrete Rose Capital, cujo fundador Sean Mendy esteve na audiência virtual da Emerge na quinta-feira e chamou as empresas de "um grupo super forte".

Mercedes Bent, parceira da Lightspeed Venture Partners, que falou na Emerge, disse depois que estava entrando em contato com algumas das startups para discutir possíveis investimentos.


Foto: iStockphoto 


Compartilhe
Comentários

318 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203