Outras Edições

Em destaque Coronavírus

Relatório diz que coronavírus sobreviveu por 17 dias em quartos vazios de navio no Japão

Vírus ativos foram encontrados em superfícies nos quartos desocupados de passageiros infectados

Crédito: Redação - 26/03/2020 - Quinta, 12:11h

Tóquio - O coronavírus foi encontrado em quartos do navio de cruzeiro Diamond Princess que estavam vazios há pelo menos 17 dias, após o desembarque de passageiros infectados, mostrou um relatório do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, informou o jornal Mainichi nesta quinta-feira (26).

O navio foi colocado em quarentena no porto de Yokohama (Kanagawa) em fevereiro, após um passageiro ser diagnosticado com a nova doença. Das 3.700 pessoas a bordo, mais de 700 testaram positivo.

Vírus ativos foram encontrados em superfícies nos quartos desocupados de passageiros infectados. Embora não se saiba se os objetos que ainda abrigam o vírus após esse período representam um risco de infecção por toque ou por outros meios, as descobertas mostram que é possível que o coronavírus possa sobreviver por mais de duas semanas sob algumas condições.

Com base na análise da propagação de doenças em navios de cruzeiro, o CDC alertou que os riscos de infecção generalizada são particularmente altos nessas embarcações devido ao ambiente fechado onde grandes grupos de passageiros e tripulantes de várias nacionalidades se reúnem.

Entre suas descobertas, o Centro afirmou que o vírus foi detectado em superfícies dentro de quartos desocupadas pelos passageiros infectados do Diamond Princess por até 17 dias antes da adoção dos métodos de esterilização.

Relatórios de pesquisadores japoneses e outros publicados pelo CDC em 17 de março revelaram que infecções no Diamond Princess haviam se espalhado entre os membros da tripulação encarregados de preparar e servir refeições para outros trabalhadores e passageiros.

O primeiro membro da tripulação a ser identificado como portador do coronavírus foi um funcionário do serviço de alimentação. Ele teve febre em 2 de fevereiro, antes do embarque no navio em Yokohama.

Além disso, em 9 de fevereiro, após o início das medidas de quarentena a bordo do Diamond Princess, uma investigação da empresa operadora do navio descobriu que 31 tripulantes estavam com febre e, dentre eles, 20 trabalhavam em serviços de alimentação.

Um passageiro que desembarcou em Hong Kong em 25 de janeiro testou positivo para o coronavírus, criando um intervalo de tempo de pelo menos 10 dias desde o primeiro surgimento dos sintomas.

O relatório diz que o "o covid-19 provavelmente foi transmitido primeiro dos passageiros para os membros da tripulação e posteriormente se espalhou entre a tripulação, especialmente entre os funcionários do serviço de alimentação".

Foto: Reuters
Navio de cruzeiro Diamond Princess no porto de Yokohama
Compartilhe
Comentários

629 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203