Outras Edições

Em destaque Japão

Estudante de 17 anos é indiciado em Tóquio por comprar urânio na internet

Adolescente já havia sido indiciado em abril por estar produzindo explosivos

Crédito: Redação - 10/12/2019 - Terça, 15:04h
Tóquio – Um estudante de ensino médio (koukou) de 17 anos está sendo indiciado em Tóquio por comprar urânio em um site de leilão online.

Segundo reportagem da emissora Fuji, a Polícia Metropolitana de Tóquio identificou o anúncio da venda de urânio, que é um elemento químico altamente radioativo, utilizado na fabricação de bomba atômica.

No site de leilão online, o anúncio dizia se tratar de urânio, e mostrava um pó e uma substância sólida. A polícia analisou a substância e divulgou que uma parte dela se tratava de “urânio empobrecido” (resultado do processo de enriquecimento ou reprocessamento) e de “urânio natural”.

Além do estudante, que mora na cidade de Koganei (Tóquio), um jovem de 24 anos, de Azumino (Nagano), foi indiciado por estar vendendo a substância adquirida por um site estrangeiro. Um homem de 61 anos de Ibaraki, que também efetuou a compra de urânio, foi indiciado e está sendo investigado. 

A acusação que cai sobre eles é de infração à lei de substância radioativa, além da suspeita de intenção de fabricar explosivos perigosos. De acordo com a NHK, o adolescente disse que queria urânio para a sua coleção, por ser uma substância rara de ser encontrada e por se considerar um entusiasta da química.

No entanto, a reportagem da emissora Fuji informou que o mesmo estudante já havia sido indiciado em abril deste ano por suspeita de estar produzindo explosivos. A polícia está investigando mais detalhes.

Foto: Reprodução/FNN
Compartilhe
Comentários

317 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.980 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203