Outras Edições

Em destaque Japão

Tufão Hagibis: mais de 70 mortos e 13 mil casas alagadas no Japão

Doze pessoas continuam desaparecidas e mais de 220 ficaram feridas

Crédito: Reuters e Agência Brasil - 16/10/2019 - Quarta, 11:21h

Tóquio - Equipes de resgate no Japão continuam as buscas por desaparecidos nesta quarta-feira (16), quando o número de mortos de um dos piores tufões que atingiram o país subiu para 74, informou a emissora NHK. Muitas das vítimas morreram afogadas pelas inundações depois que 52 rios tiveram as barragens rompidas.

A NHK disse que 12 pessoas estavam desaparecidas e mais de 220 ficaram feridas depois que o tufão Hagibis atingiu o arquipélago japonês no fim de semana.

Os moradores da província de Fukushima, que registrou o maior número de mortes, estavam ocupados jogando lixo e móveis danificados pela água. Muitos idosos permanecem em centros de evacuação, incapazes de limpar suas casas.

Na cidade de Date, não muito longe do local do desastre nuclear em 2011, o fazendeiro Masao Hirayama empilhou livros úmidos na rua em frente à sua casa, aumentando o monte de lixo do bairro.

Hirayama disse que a água atingiu cerca de 2 metros em sua casa, quando ele e seu filho foram resgatados de barco e levados para um centro de evacuação. Sua esposa e netos ficaram com parentes durante a tempestade.

"Sinto-me inconformado", disse Hirayama, 70 anos, acrescentando que a enchente varreu todas as suas estufas e equipamentos agrícolas. "Tudo o que resta agora é a terra."

Hirayama disse que reformou sua casa em 1989, elevando o nível do solo após uma enchente em 1986. Sua família planeja viver no segundo andar até que ele possa fazer reparos, que podem levar três meses.

O primeiro-ministro Shinzo Abe disse que o governo destinará 710 milhões de ienes (US$ 6,5 milhões) para ajudar as vítimas.

Casas alagadas
A NHK apurou que mais de 13 mil residências ficaram alagadas e cerca de 900 casas foram destruídas ou parcialmente danificadas pelo vento em 16 províncias, incluindo Nagano e Tochigi.

Funcionários da Agência Meteorológica do Japão disseram que várias regiões receberam, em apenas dois dias, chuvas equivalentes a 40% do total anual de precipitação.

As chuvas também causaram cerca de 140 deslizamentos de terra em todo o país. Na província de Gunma, quatro pessoas morreram porque suas casas foram levadas pela enxurrada.

Além disso, cerca de 35 mil residências continuam sem energia elétrica. Outros 130 mil lares estão sem água e ainda não se sabe quando os serviços serão restaurados.

Fotos: Reuters
Áreas inundadas pelo tufão Hagibis
Compartilhe
Comentários

344 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.000 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0072
Tokyo-to Shibuya-ku Hatagaya 1-8-3
Vort Hatagaya 8F