Outras Edições

Em destaque Japão

Abe diz que abrigos devem receber todos após polêmica sobre moradores de rua barrados

"O vento estava forte e chovia, e eu queria que eles me deixassem entrar", disse um morador de rua

Crédito: Reuters - 16/10/2019 - Quarta, 09:56h

Tóquio - Um abrigo temporário em Tóquio não permitiu a entrada de dois moradores de rua quando um forte tufão se aproximava no fim de semana, provocando críticas generalizadas e uma promessa do primeiro-ministro na terça-feira de que isso não aconteceria novamente.

Funcionários de um abrigo em uma escola no distrito de Taito proibiram a entrada dos moradores de rua no sábado porque eles não tinham endereços na área, informou uma autoridade do distrito. Os funcionários disseram que o abrigo era apenas para os residentes de Taito, disse ele.

"O vento estava forte e chovia, e eu queria que eles me deixassem entrar", disse um morador de rua de 64 anos ao jornal Asahi.

Ele disse que foi ao abrigo pela manhã e que pediram para escrever seu nome e endereço. Quando ele disse que tinha apenas um endereço em Hokkaido, foi impedido de entrar porque não era morador do distrito.

O homem passou a noite debaixo de um guarda-chuva, parcialmente protegido sob a beirada de um prédio, informou o jornal.

Outro morador de rua também foi impedido de entrar quando foi ao abrigo à tarde, informou o jornal.

Nenhuma morte foi registrada em Tóquio, mas o tufão Hagibis, que atingiu o Japão no sábado à noite, matou mais de 70 pessoas em outras províncias vizinhas, com o número de mortos aumentando conforme os socorristas procuraram por desaparecidos.

Nas redes sociais, muitas pessoas denunciaram a atitude como uma violação dos direitos humanos.

"Este é o país que sediará as Olimpíadas de Tóquio?", perguntou o usuário @G_takatoshi no Twitter. "Pessoas do exterior que viram isso devem ter pensado que este é um país terrível."

O primeiro-ministro Shinzo Abe, questionado pelo membro de um partido da oposição no Parlamento sobre o incidente, disse que os centros de evacuação deveriam receber todos.

"Os abrigos devem deixar entrar quem busca proteção", disse ele no Parlamento. "Vamos analisar os fatos e tomar as medidas apropriadas."

O distrito de Taito disse que revisará seus procedimentos para ajudar pessoas sem endereços.

O prefeito do distrito, Yukuo Hattori, pediu desculpas pelo incidente em um comunicado. "Cooperaremos com partes relacionadas e consideraremos medidas para apoiar todas as pessoas no momento de um desastre."

Foto: Reuters
Equipe de resgate busca por desaparecidos após tufão

Compartilhe
Comentários

344 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.000 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0072
Tokyo-to Shibuya-ku Hatagaya 1-8-3
Vort Hatagaya 8F