Outras Edições

Em destaque Comunidade

Brasileiros afetados por blecaute dormem em carros no Japão; 400 mil casas estão sem luz

“Estamos dormindo no carro e não é só a gente, os japoneses também”, disse Vagner de Paula Faria

Crédito: Redação - 11/09/2019 - Quarta, 18:53h

Tóquio - A Tokyo Electric Power (Tepco) disse nesta quarta-feira (11) que não conseguiu restaurar a eletricidade em cerca de 400 mil residências após interrupções causadas pelo tufão Faxai. Ao menos duas pessoas morreram por falta de energia, segundo a mídia japonesa.

O tufão Faxai atingiu a capital e províncias vizinhas com ventos de até 216 km/h nas primeiras horas de segunda-feira, causando duas mortes, danos, caos no transporte e falta de energia.

A emissora NHK informou que duas pessoas na província de Chiba morreram de hipertermia devido à falta de energia para ligar o aparelho de ar-condicionado, já que as temperaturas subiram acentuadamente após o tufão.

A Tepco, maior fornecedora de energia do Japão, disse que os planos de restaurar a energia de todas as casas até esta quarta-feira foram adiados porque os reparos estão demorando mais que o esperado e o trabalho foi interrompido por tempestades.

"Estamos fazendo todos os esforços para restaurar a energia o mais rápido possível, mas no momento atual é improvável que possamos restaurar a energia de todas essas regiões antes do final do dia", afirmou a empresa em comunicado.

Cerca de 400 mil famílias permanecem sem energia, principalmente nas províncias de Chiba e Kanagawa, disse a Tepco. No auge do blecaute, 860 mil casas em Shizuoka e na região Kanto ficaram sem luz na segunda-feira, após a passagem do tufão.

A falta de energia também cortou o fornecimento de água em várias cidades nas áreas afetadas.

Brasileiros sem luz e água
Uma das cidades mais afetadas pela falta de luz é Ichihara (Chiba), onde cerca de 55 mil casas continuam sem energia, segundo informações da Tepco.

Por causa do calor e a impossibilidade de ligar o ar-condicionado, muitas famílias estão dormindo em carros. Este é o caso do brasileiro Vagner de Paula Faria, de 44 anos. Ele vive na cidade com a esposa e um filho de 21 anos e tem se virado para contornar a situação.

“Estamos dormindo no carro e não é só a gente, os japoneses também. Isto tem gerado mais procura por gasolina, filas nos postos e o combustível acaba rápido”, relatou.

Outro problema é a questão da comida. Por não poder ligar a geladeira, Vagner conta que acabou perdendo um pouco do estoque e tem se alimentado com o que sobrou.

“Usamos sal para secar a carne e estamos consumindo o que dá. Como sou caminhoneiro, posso comprar comida em outras províncias, pois aqui na região os mercados e lojas de conveniência estão fechados ou com baixo estoque”, contou.

“A informação é de que fariam o possível para a luz voltar hoje (quarta-feira), mas não vai ter condições. Acho que vamos ficar pelo menos mais um dia assim”, lamenta.

O brasileiro Fabio Saheki, também de Ichihara, está sem energia elétrica e água desde a madrugada de segunda-feira. “Assim que começaram os ventos, a energia foi cortada. Logo de manhã, ficamos também sem água”, relata.

Saheki conta que muitas lojas de conveniência da região estão sem comida, muitos semáforos desligados e há muita destruição nas ruas. “Casas estão destelhadas, árvores e postes caídos e placas arrancadas”, conta.

“A imagem que temos é que só as construções mais antigas é que foram destruídas, mas não. Acabei de passar por uma casa recém-construída, mas que está com o muro e o telhado destruídos pelos ventos que foram muito fortes”, disse o brasileiro.

No primeiro dia, por causa do calor, ele e a família dormiram no carro. “Colocamos colchonetes e ali temos ar condicionado e conseguimos carregar os celulares.”

Na noite de terça-feira, a família dormiu na casa de um amigo que mora num bairro vizinho e cuja energia já tinha sido restabelecida. “Como estamos ‘acampando’ no carro, as crianças tem se divertido. Tentamos passar para eles uma situação de normalidade”, disse.

Foto: Reuters
Semáforo apagado em Kisarazu (Chiba) por falta de energia
Compartilhe
Comentários

554 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.000 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0072
Tokyo-to Shibuya-ku Hatagaya 1-8-3
Vort Hatagaya 8F