Outras Edições

Em destaque Comunidade

Aichi: jantar beneficente arrecada recursos para Disque Saúde

Nas estatísticas deste ano, o programa registrou 1.556 atendimentos, com o pico de 236 no mês de maio

Crédito: Antônio Carlos Bordin/Alternativa - 08/11/2014 - Sábado, 13:41h

 

Komaki - Por muitos anos o programa Disque Saúde socorreu os brasileiros residentes no Japão. Agora chegou a vez da comunidade socorrer o Disque Saúde. Nesta sexta-feira (7) foi dado o primeiro passo nesse sentido, quando foi realizado um jantar beneficente em Komaki (Aichi) em favor do programa.


O Disque Saúde chegou a encerrar suas atividades em maio, após 16 anos, mas foi logo assumido pela organização sem fins lucrativos (NPO, em inglês) Serviço de Assistência aos Brasileiros no Japão (Sabja), com sede em Tóquio.


O presidente da Sabja, Shinji Mogi, disse que o jantar foi uma sugestão da empresa Sanshin não apenas angariar recursos para custear o programa Disque Saúde, mas também buscar novos patrocinadores.


“Até então o Disque Saúde era mantido por poucas empresas que arcavam com doavam grandes cotas. Agora queremos diminuir o valor dessas cotas para contarmos com mais patrocinadores”, explicou.


Para poder ser mantido, o Disque Saúde sofreu algumas mudanças. Antes de seu encerramento em maio, contava com seis médicos. Agora a equipe foi reduzida para três, sendo dois clínicos gerais e uma psiquiatra, mais uma atendente.


“O custo mensal é de ¥370 mil. Os médicos disseram que não fazem isso por dinheiro, mas acho que precisamos pagar ao menos os gastos que eles têm”, disse Mogi.


Outro passo importante dado pela Sabja foi a assinatura de um convênio com a Universidade Federal do Acre, a qual colocará psicólogos para atendimento dos brasileiros no Japão via online. Mogi explicou que os atendimentos iniciarão em janeiro.


DEPOIMENTOS
Nas estatísticas deste ano, o Disque Saúde registrou 1.556 atendimentos, com o pico de 236 em maio. O número caiu para 94 em junho, mas voltou a subir em julho, atingindo em agosto 146 atendimentos. Em setembro foram 119. “A comunidade brasileira diminuiu, mas proporcionalmente o número de atendimentos não”, citou Mogi.


Uma das pessoas que testemunhou sobre os benefícios do Disque Saúde foi Elizeu Mangolin. Ele veio de Toyohashi e disse que o serviço foi essencial para tranquilizar sua família nos primeiros anos de Japão. “E ainda hoje usamos o Disque Saúde”, contou.


Outra usuária, Yumi Saga, de Aichi, não pôde comparecer ao jantar, mas enviou um depoimento, o qual foi lido no jantar. Ela chamou a cada médico do programa de “anjo” e relatou os casos em que seus parentes foram ajudados nos mais diversos problemas. “Eu mesmo precisei, quando soube de um problema e me desesperei. Só fiquei calma depois de falar com um médico do Disque Saúde”, frisou.


Foto: Antônio Carlos Bordin/Alternativa
Emerson Hirano, da Sanshin, Shinji Mogi, presidente do Sabja, e Emiko Miyata, ex-diretora executiva do Disque Saúde: jantar beneficente pela continuidade do programa

 

Compartilhe
Comentários

344 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.000 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0072
Tokyo-to Shibuya-ku Hatagaya 1-8-3
Vort Hatagaya 8F