Outras Edições

Em destaque Comunidade

Veja como será a vida de seu filho logo que iniciar o ano letivo no Japão

No Japão, a escola é determinada conforme o local onde a família vive

Crédito: Redação - 12/02/2024 - Segunda, 16:59h
Tóquio, Japão – O ano letivo no Japão inicia em abril e termina em março do ano seguinte. Não apenas as crianças precisam se adaptar à escola e suas exigências, mas também os pais ou responsáveis. 

O ano escolar no país é dividido em três períodos: o primeiro vai de abril ao final de julho, quando tem as férias de verão; o segundo pega de setembro a dezembro, finalizando com as férias de inverno; e o terceiro vai de janeiro a março, terminando com as férias de primavera. 

O horário de início das aulas difere entre as escolas, mas os alunos são orientados a chegar entre 10 e 30 minutos antes, e caso o aluno precise faltar, os pais devem ligar para a escola para avisar. 

As crianças vão para a escolas sem a companhia dos pais, mas em grupo e por uma rua determinada (tsugakuro). 

Tanto no shoogakkoo quanto no chuugakkoo públicos a matrícula, mensalidade e despesa de livros são gratuitos. Porém outros materiais necessários durante as aulas, merenda, álbum de formatura, atividades de acampamento e viagem de formatura são pagos pelos pais. 

O sistema de cobrança é diferente de acordo com a escola. Em geral, o pagamento é através de débito automático da conta bancária. Caso a família tenha dificuldade financeira, existe um sistema de ajuda, mas é necessária a consulta ao professor de acordo com o preenchimento de formulário fornecido pela escola.

Outro costume no ambiente escolar é as crianças participarem da limpeza da sala de aula, corredor, escadas e pátio com professores. 

No chuugakkoo há o adicional das atividades extracurriculares, chamadas de bukatsudo. Cada aluno deve escolher alguma atividade de sua preferência, seja cultural ou esportiva e praticar em grupos após as aulas ou nos dias de folga. 

Dependendo do tipo de atividade, os alunos treinam de manhã e participam de jogos amistosos nos finais de semana ou dias de folga. As despesas de deslocamento ficam por conta do aluno, assim como uniforme e outros gastos. 

No caso de crianças que irão ingressar no shoogakkoo, a Secretaria de Educação do município (kyooiku inkai) envia um comunicado de matrícula. Embora os estrangeiros não sejam obrigados a matricular os filhos na escola, é importante que atendam a solicitação. 

No Japão, a escola é determinada conforme o local onde a família vive. Geralmente, as aulas são ministradas de cinco a seis dias por semana, das 8h30 às 15h ou 15h30, e, em algumas vezes, nos sábados até às 12h.

Na seção de Serviços deste site, há o link sobre Educação onde os leitores podem encontrar outras informações importantes sobre o sistema de ensino no país.



Foto: 
Compartilhe
Comentários

1319 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
24 edições
¥7000 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0071
Tokyo-to Shibuya-ku Honmachi 1-20-2-203