Outras Edições

Serviços Cotidiano

Dicas para se tornar piloto de automobilismo no Japão

Interessados precisam ter carteira de motorista e uma licença para corridas

Crédito: Ana Paula Ramos/Alternativa - 11/02/2018 - Domingo, 17:05h

Tóquio – Para se tornar um piloto de automobilismo no Japão são necessárias duas habilitações: a carteira de motorista básica e uma “licença para corridas”, que é emitida pela Federação Automobilística do Japão (JAF, em inglês).

A JAF gerencia dois tipos de licenças do ramo esportivo nacional. A licença do tipo A permite a participação em quase todas as corridas realizadas no arquipélago e a licença do tipo B é mais limitada.

De acordo com o portal japonês Career Garden, a licença do tipo A pode ser emitida facilmente, mas dificilmente o piloto conseguirá se tornar um profissional e obter renda através do esporte apenas com essa autorização. Embora o documento seja mais abrangente, as corridas que o usuário pode participar são todas com finalidades recreativas, o que torna a licença ideal para aqueles interessados no esporte apenas como hobby.

Para se tornar um competidor profissional, é necessário ingressar em um time de corrida e ter contrato como piloto. No geral, essa etapa é conquistada pelos pilotos que se destacam em competições internacionais e então recebem propostas para ingressar em times bem patrocinados.

Para os interessados em participar de competições mundiais, é necessário obter uma licença internacional primeiro. No entanto, o procedimento depende dos bons resultados do competidor. Primeiramente, é preciso participar de diversas competições nacionais e obter pelo menos cinco vitórias para que a JAF analise se o piloto tem condições de receber a licença internacional nível C, a mais baixa.

Além dos resultados nas competições, o piloto também deve passar por uma prova e terá a carreira analisada antes de obter a licença. Conforme ele for acumulando mais vitórias, poderá solicitar as licenças mais elevadas, de níveis A e B, que permitem participar de competições mais importantes.

Para se ter uma ideia, os pilotos que podem participar da Fórmula 1 fazem parte de uma pequena elite entre os profissionais com a licença do tipo A. A modalidade mais importante do automobilismo mundial exige ao piloto uma “super licença” dentro da categoria A. Há apenas 50 pessoas no mundo todo com esse documento em mãos.

Foto: iStockphoto
Compartilhe
Comentários
1 ano
26 edições
= 4.500 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0072
Tokyo-to Shibuya-ku Hatagaya 1-8-3
Vort Hatagaya 8F