Outras Edições

Serviços Educação

Processo seletivo para entrar em uma universidade japonesa

Há três modalidades de seleção e nem sempre é necessário fazer exame de vestibular

Crédito: Ana Paula Ramos/Alternativa - 03/12/2017 - Domingo, 11:02h

Os estudantes de ensino médio (koukou) podem ingressar em uma universidade japonesa através de um dos três tipos de processos seletivos que existem no Japão.

Uma das formas é a seleção comum, que equivale ao vestibular do Brasil. Neste processo, há dois tipos de provas, o exame nacional, que é chamado de “senta-shiken” e o exame elaborado pela própria universidade, chamado de “hon-shiken”.

Outra forma de admissão é por recomendação, um processo em que o aluno participa de um recrutamento após ser indicado pela escola de ensino médio na qual estudou.

A última opção é chamada de admissão oficial e implica na seleção de alunos de escolas que foram especificadas pelas universidades. As regras para este tipo de admissão dependem das determinações da universidade.

Os dois processos de admissão que não envolvem a prestação de exames exigem que o aluno se destaque no ambiente escolar, com boas notas, alta frequência e participação ativa nas atividades escolares.

No caso da admissão oficial, há uma disputa entre os estudantes da mesma escola, já que o número de vagas disponibilizado pela universidade é limitado.

Foto: iStockphoto
Compartilhe
Comentários
1 ano
26 edições
= 4.500 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0072
Tokyo-to Shibuya-ku Hatagaya 1-8-3
Vort Hatagaya 8F