Outras Edições

Serviços Saúde

Requisitos básicos para doar sangue no Japão

Cada doação de sangue pode salvar a vida de até quatro pessoas

Crédito: Thassia Ohphata/Alternativa - 25/12/2016 - Domingo, 10:24h

 

Doar sangue é rápido, fácil, não dói e não existe risco de contrair qualquer doença infecciosa. No entanto, poucas pessoas têm o hábito de doar sangue constantemente.


Apesar dos avanços da ciência na área de saúde, ainda não foi encontrado um substituto para o sangue humano. Desse modo, quando uma pessoa precisa de transfusão sanguínea, ela só pode contar com a solidariedade de outras pessoas.


A transfusão é vital às vítimas de acidentes de trânsito, pacientes com grandes queimaduras, hemofílicos, anêmicos, com problemas de coagulação sanguínea e outras situações de emergência. Elas são realizadas para aumentar a capacidade do sangue de transportar oxigênio, restaurar o volume sanguíneo do organismo, melhorar a imunidade ou para corrigir distúrbios da coagulação. Cada doação de sangue pode salvar a vida de até quatro pessoas.


No Japão, além da doação completa de sangue, existe também a doação por aférese que coleta apenas plaquetas. Dessa forma, o número de plaquetas pode ser até dez vezes superiores ao obtido nas doações de sangue convencionais.


O doador é conectado a uma máquina e, conforme o sangue circula na pessoa, o equipamento separa as plaquetas do restante do sangue. Depois de 49 horas, as plaquetas do doador voltam aos níveis considerados normais. As plaquetas são bastante utilizadas por pacientes com leucemia, outras doenças do sangue ou com grande hemorragia.

 
Como doar sangue no Japão:


- Quantidade de sangue coletado: entre 200 ml a 400 ml

- Idade: 17-69 anos (homens) e 18-69 anos (mulheres)

- Peso mínimo: 50 kg ou mais (homens e mulheres) para as doações de 400 ml. Homens com mais de 45 kg e mulheres com mais de 40 kg podem fazer as doações de 200 ml

- Volume máximo de doações por ano: até 1.200 ml (homens) ou 800 ml (mulheres)

- Intervalo entre as doações (para as doações de 400 ml): 12 semanas (homens) e 16 semanas (mulheres). No caso das doações de 200 ml, o intervalo é de 4 semanas (homens e mulheres).

- Não podem doar as pessoas que foram diagnosticadas com HIV, sífilis, hepatite C, malária ou doença de Chagas; grávidas ou que estejam amamentando; receberam transfusão de sangue, transplantes de tecido ou medula; passaram por: tratamento dentário que resultaram em sangramento nos últimos três dias; que entraram no Japão nas últimas quatro semanas; que estejam com resfriado ou gripe; ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas que antecedem a doação; tatuagem ou piercing feita nos últimos 12 meses.

- Doações de plaquetas por aférese: homens entre 18 e 69 anos e mulheres entre 18 e 54 anos, com peso acima de 45 kg (homens) e 40 kg (mulheres). É permitido um máximo de 12 doações por ano. O intervalo entre as doações é de 12 semanas.

- Locais para a doação de sangue: hospitais ou centros da Cruz Vermelha do Japão. Há também ônibus da instituição que passam pelas cidades para receber as doações. Veja os detalhes sobre os locais no site http://www.jrc.or.jp/donation/ (em japonês).


Foto: iStockphoto

Compartilhe
Comentários
1 ano
26 edições
= 4.500 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0072
Tokyo-to Shibuya-ku Hatagaya 1-8-3
Vort Hatagaya 8F