Outras Edições

Serviços Moradia

Casa própria

Quem decidiu ficar no Japão por muito tempo tem como prioridade a casa própria, mas é preciso estar consciente antes de financiar um imóvel

Crédito: Redação/Alternativa - 23/06/2012 - Sábado, 00:05h

Enquanto muitas pessoas guardam dinheiro para construir uma casa própria no Brasil, uma parte da comunidade está preferindo comprar um imóvel no Japão mesmo. São famílias que, por motivos variados, decidiram fixar residência no arquipélago e preferem pagar a prestação de um financiamento ao invés de ficar a vida inteira desembolsando o aluguel de uma casa ou apartamento que nunca será próprio.

 
Dúvidas
Quais são os documentos necessários para o financiamento?
Basicamente são o gensen (comprovante de renda anual), inkan (carimbo) e o zaishoku shoumeisho (comprovante de trabalho). É preferível ainda ter visto permanente e estar inscrito no shakai hoken (seguro social da empresa onde trabalha) ou kokumin hoken hoken (seguro nacional de saúde oferecido pelas prefeituras). Também é bom estar pelo menos de dois a três anos em um mesmo emprego, mas essa exigência muda de banco para banco. Outra variação é preencher o formulário em japonês.
 
É preciso dar entrada?
Se der uma entrada, é melhor porque a prestação fica mais baixa. Caso o cliente não tenha condições, é possível financiar 100% do valor, mas isso depende do rendimento anual. O tempo de financiamento depende da idade da pessoa, com um limite máximo de 79 anos. Por exemplo, levando em consideração um brasileiro de 45 anos, ele poderia fazer o financiamento com duração de 34 anos, até completar 79 de idade. A maioria dos financiamentos gira em torno de 35 anos.
 
Quanto sairia o valor da prestação?
Se uma pessoa comprar uma casa de 30 milhões com financiamento de 35 anos, sem entrada, vai pagar 109 mil ienes por mês. A cada dois, três ou cinco anos (de acordo com a preferência do cliente), o contrato é renovado e nessa ocasião pode haver reajuste da prestação de acordo com a inflação do Japão. Atualmente, os valores não estão sendo reajustados. Se o cliente tiver condições, é possível ainda pagar um valor a mais para que a prestação fique mais barata. Muita gente pensa em terminar o financiamento o quanto antes, em períodos de 25 ou 30 anos, e isso deixa os bancos satisfeitos. Uma casa (sobrado) de 24 milhões, a prestação ficaria em 87 mil ienes. Mas isso depende do local, porque o valor do terreno varia bastante.
 
É preciso ter fiador?
Depende da exigência de cada banco ou empresa que realiza a venda. Alguns não exigem fiador, outros pedem que o cliente apresente um fiador japonês, ou então coloque a própria esposa como fiadora.
 
E se a pessoa estiver pagando um outro tipo de financiamento?
É preciso quitar o financiamento (de carro, por exemplo) para conseguir o da casa própria. O cliente também não pode ser fiador de ninguém. Quando o banco faz a verificação, todos as informações são checadas.
 
É melhor comprar uma casa já construída ou planejar tudo desde o início da obra?
Se a pessoa comprar uma casa já construída, ela não vai estar realizando o sonho propriamente dito. Normalmente, o cliente escolhe um terreno perto de onde trabalha ou de onde os filhos estudam e depois descreve o tipo de imóvel que pensa em construir, por exemplo com ofuro no segundo andar ou uma sala ampla, biblioteca e escritório. Realizar o sonho da casa própria é poder ter uma do jeito que sempre desejou.
 
É possível montar uma churrasqueira no quintal?
Sim. Hoje em dia nada é totalmente impossível, desde que a pessoa tenha condições financeiras. Mas é importante respeitar as regras sociais do Japão para não causar atritos com os vizinhos. O imóvel pode ter também garagem coberta, edícula etc.
 
Qual é o tempo de construção de uma casa?
Incluindo o período de aprovação de financiamento, leva em torno de quatro a seis meses.
 
E se o comprador for obrigado a retornar ao Brasil?
Se acontecer um imprevisto e a pessoa tiver que retornar ao Brasil, o mais aconselhável é alugar a casa por um valor maior que a prestação do financiamento.
 
O que é preciso saber antes de comprar uma moradia?
Comprar uma casa não é como comprar um carro. Um financiamento que pode durar até 35 anos e é de responsabilidade única do comprador. Então ele deve ter um objetivo definido e pensar muito bem antes de começar a providenciar os documentos do financiamento. É preciso colher informações de várias construtoras, saber as diferenças entre as casas, ter consciência do imposto sobre imóveis, além do custo de manutenção. É bom imaginar os detalhes da casa que deseja adquirir, mas antes de tudo isso é importante que o comprador faça uma checagem de até qual valor o banco pode liberar o financiamento, para que o orçamento fique dentro desse limite.
 
No Japão, é possível construir uma casa em um terreno alugado. Como isso funciona?
Ao invés de comprar tudo, a pessoa pode alugar um terreno por um tempo determinado de mais de 50 anos (teiki shakuchi) e construir uma casa sobre ele. Geralmente, o preço fica em torno de 50 a 60% mais barato. Mas depois de passado esse período é preciso devolver o lote sem ter direito à casa e, por causa disso, a maioria absoluta dos brasileiros não tem preferido esse sistema. Um outro tipo de contrato, acima de 30 anos, obriga o dono do terreno a comprar o imóvel que foi construído, depois de passado esse período.
 
O que são imóveis padronizados?
Geralmente, as construtoras oferecem projetos padronizados ou personalizados. Os padronizados, como o próprio nome já diz, são casas com planta já definida e o comprador não tem como fazer ajustes de acordo com suas preferências. O tipo de material que será utilizado no acabamento, como papel de parede, piso, ofuro, área de serviço, banheiro e cozinha, também deve estar dentro do orçamento. A vantagem é o preço, mas a diferença não chega a ser grande em relação à casa personalizada porque, devido aos rigorosos padrões do Japão, mesmo o material básico tem boa qualidade e oferece segurança e resistência a terremotos. Se a pessoa comprar uma casa já construída, ela não vai estar realizando o sonho propriamente dito. Normalmente, o cliente escolhe um terreno perto de onde trabalha ou de onde os filhos estudam e depois descreve o tipo de imóvel que pensa em construir. Realizar o sonho da casa própria é poder ter uma do jeito que sempre desejou.
 
O que é sistema de construção zairai e two by four (2x4)?
Teoricamente, a construção zairai é a forma tradicional, com vigas na transversal e estrutura de madeira. Já o two by four é um tipo que utiliza placas pré-fabricadas e era considerada mais resistente aos terremotos. Atualmente, quase não há muita diferença entre os dois sistemas, a não ser com relação ao tempo de construção -o two by four demora um pouco menos, cerca de três meses. Depois que aconteceu o grande terremoto de Kobe, em 1995, vários engenheiros passaram a aperfeiçoar o tipo de construção zairai, que foi evoluindo até oferecer um grau de segurança equivalente ao two by four. Devido a esse avanço arquitetônico, foi possível a construção de casas de três andares, que estão se tornando populares no Japão porque possibilita ter mais cômodos mesmo em um terreno pequeno.
Compartilhe
Comentários
1 ano
26 edições
= 4.500 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0072
Tokyo-to Shibuya-ku Hatagaya 1-8-3
Vort Hatagaya 8F