Outras Edições

Em destaque Brasil

Hackers de juízes e procuradores não vão interferir na missão de combater crime, diz Moro

Ministro Edson Fachin, do STF, declarou ainda que a Lava Jato é uma realidade que não pode ser afastada por questões conjunturais

Crédito: Reuters - 13/06/2019 - Quinta, 08:55h
Rio de Janeiro - O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou nesta quarta-feira (12) que invasões de hackers a juízes e procuradores não vão interferir na missão de reduzir os índices de criminalidade no país, após a publicação de reportagens que mostraram suposta colaboração entre o então juiz da Lava Jato e os procuradores da operação.

Moro comentou no Twitter a redução de casos de violência no país no primeiro bimestre apontada pelo Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp), em especial a queda de 23% nos homicídios dolosos, e acrescentou que "escândalos falsos" não vão interferir no trabalho.

"Hackers de juízes, procuradores, jornalistas e talvez de parlamentares, bem como suas linhas auxiliares ou escândalos falsos, não vão interferir na missão", disse o ministro em uma sequência de publicações.

O site Intercept Brasil publicou no domingo (9) reportagens que mostram suposta troca de mensagens entre Moro, então juiz federal responsável pela Lava Jato em Curitiba, e o coordenador da operação, Deltan Dallagnol. 

Com base no que diz serem arquivos recebidos de uma fonte anônima, o site mostra supostas conversas entre Moro e Dallagnol sobre decisões, andamento das investigações e sugestões de testemunhas. Moro e os procuradores da Lava Jato negam irregularidades.

Em sua publicação no Twitter, o ministro também voltou a defender a aprovação do projeto de lei anticrime enviado pelo governo ao Congresso, mas reconheceu a primazia dada tanto pelo Executivo como pelo Legislativo à reforma da Previdência, que é tratada como prioridade absoluta devido à situação de dificuldade das contas públicas.

Segundo Moro, a aprovação do pacote anticrime "ajudaria a aprofundar a queda" dos índices de violência.

Moro acrescentou que apesar das quedas registradas pelo Sinesp, que compila estatísticas criminais baseadas em boletins de ocorrência estaduais e distrital, é preciso trabalhar para a redução ser permanente e constante.

"Muitos fatores influenciam a queda, o mérito não é só do governo federal, mas também dos estaduais e distrital; e mesmo com a redução, os números ainda são altos, precisamos trabalhar muito mais", afirmou.

QUESTÃO CONJUNTURAL 

A Lava Jato é uma realidade que não será afastada por questões conjunturais, disse nesta quarta-feira o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que é o relator dos processos ligados à operação na corte.

"A Lava Jato é uma realidade e não acredito que esta realidade venha a ser afastada por qualquer circunstância conjuntural", disse Fachin a jornalistas no STF em Brasília.

"A operação trouxe um novo padrão normativo, jurídico, portanto, e também de natureza ética ao Brasil e à administração pública. Tenho confiança plena que isso não é suscetível de qualquer retrocesso", avaliou.

A divulgação das supostas mensagens pelo Intercept Brasil gerou críticas e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) sugeriu o afastamento de Moro e Dallagnol para que as investigações sejam feitas de forma independente.

Moro disse que não pode afirmar se as alegadas mensagens são autênticas pois, de acordo com ele, se elas aconteceram, ocorreram há muito tempo. Ele disse também que, pelo que foi divulgado, não viu nada de mais no que teria conversado com Dallagnol.

O coordenador da Lava Jato no Paraná, por sua vez, negou quaisquer irregularidades e classificou de teoria da conspiração sem base na realidade a ideia de que a operação seria partidária.


Foto: Reuters
Ministro Sérgio Moro

Compartilhe
Comentários

572 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.000 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0072
Tokyo-to Shibuya-ku Hatagaya 1-8-3
Vort Hatagaya 8F