Outras Edições

Em destaque Japão

Conselho Tutelar do Japão devolveu menina ao pai mesmo sob risco de abuso sexual, diz governo

Mia Kurihara, 10 anos, morreu após uma série de agressões em casa

Crédito: Redação - 16/05/2019 - Quinta, 14:38h

Noda - Uma menina de 10 anos que morreu em janeiro deste ano após uma série de agressões de seu pai foi devolvida à família pelo Conselho Tutelar, apesar de haver suspeita de abuso sexual contra ela, disseram fontes do governo local na última terça-feira (14).

Yuichiro Kurihara, 41 anos, foi indiciado por acusação de agredir a filha Mia, encontrada morta na banheira de casa em Noda (Chiba). De acordo com as fontes, a menina teria dito a autoridades do Conselho Tutelar, em 2017, quando estava sob custódia do órgão, que seu pai a acordou durante a noite e puxou sua calcinha para baixo.

Segundo os jornais Yomiuri e Mainichi, a menina tentou puxar a calcinha para cima, mas o pai a ameaçou, tapando a boca o nariz dela com a mão.

Na época, um médico que examinou a menina disse que havia indícios de abuso sexual e o Conselho Tutelar foi notificado, mas mesmo assim o órgão interrompeu a custódia e a devolveu para os pais. 

O médico também disse que a menina foi diagnosticada com transtorno de estresse pós-traumático. Os governos nacional e da província de Chiba estão investigando se a decisão do Conselho Tutelar foi apropriada.

Mia foi levada sob custódia em 7 de novembro de 2017, depois que ela relatou em uma enquete da escola que seu pai a "intimidou".

Mas quando ela começou a dizer que queria ir para casa, o Conselho Tutelar concluiu que o abuso não era grave e encerrou a custódia em 27 de dezembro daquele ano para que ela pudesse ficar com os pais. A menina foi autorizada a voltar para casa em 28 de fevereiro de 2018.

A mãe da menina, Nagisa Kurihara, 32 anos, também foi presa por cumplicidade, após ter ficado calada diante das agressões.

O caso revelou uma aparente falta de coordenação entre as autoridades sobre a situação das crianças vítimas de abuso em casa.

Foto: Reprodução
Mia Kurihara morreu após ser agredida pelo pai em Chiba
Compartilhe
Comentários

637 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.000 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0072
Tokyo-to Shibuya-ku Hatagaya 1-8-3
Vort Hatagaya 8F