Outras Edições

Em destaque Economia

Seiyu nega notícias de que rede de supermercados estaria à venda no Japão

“Não estou aqui para vender um negócio”, disse o exevutivo Lionel Desclee

Crédito: Reuters - 24/03/2019 - Domingo, 10:51h

Tóquio - O recém-nomeado presidente-executivo da Seiyu, rede japonesa de supermercados do grupo Walmart, negou que o negócio esteja à venda, após relatos no ano passado de que a gigante norte-americana estava procurando um comprador.

“Não estou aqui para vender um negócio”, disse Lionel Desclee a repórteres em Tóquio em seus primeiros comentários públicos desde sua nomeação no último dia 15. “Absolutamente não.”

A mídia japonesa informou no ano passado que o Walmart considerou vender a Seiyu, e que a venda poderia chegar entre 300 bilhões e 500 bilhões de ienes (2,69 bilhões a 4,48 bilhões de dólares).

Desclee, que trabalhou para o varejista europeu de alimentos Delhaize Group e foi presidente-executivo da cadeia de pet shops Tom & Co, disse que é novo demais no cargo para discutir estratégias, mas tinha certeza de que a venda não estava sendo feita.

Ele brincou sobre ter tido “noites sem dormir” enquanto lia matérias na mídia sobre uma possível venda, enquanto estava considerando o trabalho em Tóquio.

“Graças a este artigo, discuto profundamente as intenções do Walmart”, disse, acrescentando que autoridades em Bentonville, Arkansas, asseguraram que ele estava sendo contratado para crescer, em vez de vender, os negócios japoneses.

O Walmart entrou no mercado japonês em 2002, comprando uma participação de 6 por cento na Seiyu e, gradualmente, ampliou sua participação antes de uma aquisição completa em 2008.

Foto: iStockphoto
Compartilhe
Comentários

568 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.000 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0072
Tokyo-to Shibuya-ku Hatagaya 1-8-3
Vort Hatagaya 8F