Outras Edições

Em destaque Comunidade

Polícia de Shizuoka elogia Justiça brasileira sobre condenação de homem por triplo homicídio

Os crimes ocorreram em Yaizu, mas Edilson Donizete Neves fugiu ao Brasil

Crédito: Masamichi Maeda/Alternativa - 06/03/2019 - Quarta, 21:39h

Shizuoka - A polícia da província de Shizuoka encerrou nesta quarta-feira (6) as investigações sobre um triplo homicídio cometido por um brasileiro e elogiou a Justiça de São Paulo por ter julgado e condenado o autor dos crimes que ocorreram no Japão há 13 anos, informou o jornal Sankei.

"Gostaria de agradecer a Justiça brasileira pelo trabalho sério e eficiente", disse um oficial da polícia após encerrar o caso e enviar o inquérito e as provas dos crimes à Promotoria de Shizuoka.

Em abril do ano passado, após todos os recursos de apelação terem se esgotado, Edilson Donizete Neves foi definitivamente condenado a 54 anos e nove meses de prisão por ter matado a namorada e os dois filhos dela em Yaizu (Shizuoka), em um caso que abalou a comunidade brasileira na época, em 2006.

Um dia após os crimes, Neves fugiu para o Brasil e foi preso em janeiro de 2008 no interior de São Paulo. Seis meses depois, porém, ele foi solto porque o julgamento deveria ser feito pela Justiça Federal, pelo fato do crime ter acontecido no exterior.

O acusado desapareceu de novo e foi encontrado em agosto de 2013, no interior de Minas Gerais. Ele não resistiu à prisão.

Neves, que tem hoje 56 anos, não respondeu pelo crime no Japão porque não existe um tratado de extradição entre os dois países, mas a Justiça permite que ele seja julgado de acordo com as leis brasileiras.

ENTENDA O CASO

2006
22 de dezembro - Sônia Aparecida Ferreira Sampaio Misaki, 41 anos na época, e os dois filhos dela, Hiroaki Misaki, 15 anos, e Hiroyuki Misaki, 10 anos, são encontrados mortos em Yaizu e as suspeitas caem sobre Neves, que já tinha fugido para o Brasil. O crime aconteceu quatro dias antes, no dia 18 de dezembro.

2007
13 de janeiro - A polícia prende dois brasileiros que ajudaram o acusado a fugir um dia depois do crime. Eles disseram que Neves e Sônia estavam tendo constantes discussões porque ela queria terminar o relacionamento.

16 de janeiro - A Interpol começa a procurar Neves no Brasil, mais precisamente em Bastos (SP), onde morava antes de vir ao Japão. Mas ele não pode ser preso em território brasileiro sem um mandado.

7 de fevereiro - Marcílio Misaki, pai dos meninos mortos, diz em entrevista coletiva que desejaria a Neves pena de morte, apesar desse tipo de punição não existir no Brasil. Mais tarde, Marcílio foi encontrado morto em seu apartamento, em um aparente suicídio.

9 de maio - Os dois brasileiros que ajudaram Neves a fugir são condenados a um ano de prisão, mas cumprem a pena em liberdade condicional por um período de três anos. Eles revelaram que foram ameaçados por Neves caso não o ajudassem a fugir depois do crime.

25 de maio - Neves é indiciado no Japão por triplo homicídio. Até então, ele estava sendo acusado somente pela morte de Hiroaki Misaki, o filho mais velho da ex-namorada. Com a junção de provas, o brasileiro agora responde pela morte da mãe e do filho mais novo também.

10 de dezembro - A Justiça brasileira recebe da polícia japonesa um processo com mais de mil páginas, através do Ministério das Relações Exteriores dos dois países, e expede mandado de prisão.

2008
15 de janeiro - Neves é preso em Sarutaiá (SP), mas é solto seis meses depois porque o caso deveria correr na Justiça Federal. Ele fugiu novamente em seguida.

2013
15 de agosto - Depois de permanecer foragido por mais de cinco anos, o brasileiro é encontrado em um sítio na cidade de Córrego do Bom Jesus, em Minas Gerais.

Foto: Reprodução/Shizuoka Asahi TV
Edilson Donizete Neves durante julgamento em São Paulo
Compartilhe
Comentários

775 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
¥5.000 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0072
Tokyo-to Shibuya-ku Hatagaya 1-8-3
Vort Hatagaya 8F