Outras Edições

Em destaque Japão

Japão aprova novos vistos para trabalhadores estrangeiros; notícia repercute no Brasil

Emissão dos vistos deve entrar em vigor em abril de 2019 e trazer 40 mil pessoas no mesmo ano

Crédito: Redação - 03/11/2018 - Sábado, 14:53h
Tóquio – O governo japonês aprovou na sexta-feira (2) a emissão de dois novos vistos para trabalhadores estrangeiros, que devem entrar em vigor a partir de abril do próximo ano. Segundo reportagem da emissora NHK, o Japão planeja aceitar mais 40 mil estrangeiros em 2019, por intermédio das novas autorizações de permanência.

Os vistos foram nomeados como “habilidade específica” e divididos nas categorias “n°1” e “n°2”. O governo analisa aceitar trabalhadores com experiência em 14 áreas, como construção, agricultura e cuidado de idosos, que enfrentam crise grave devido à queda de mão de obra e envelhecimento da população.

Os estrangeiros que se encaixarem na categoria de número 1, poderão ficar até 5 anos no país e não poderão trazer a família. Essa categoria é para trabalhadores com experiência não muito longa na área de atuação e exigirá prova de habilidade e prova de japonês, segundo reportagem do jornal Nishi Nippon.

A categoria de número 2 será para estrangeiros com ampla experiência na área requisitada. Quem se encaixar nas condições poderá trazer a família e não há prazo máximo de permanência, o que pode abrir portas ao visto permanente. Para ganhar este tipo de visto, é preciso passar em uma prova de alto nível.

O projeto de lei aprovado ainda não traz definições das áreas envolvidas, mas a expectativa é de que a categoria 1 abranja 14 áreas e a categoria 2 poderá incluir novas especializações que exijam amplo conhecimento técnico. 

Não há previsão de quantas pessoas entrarão no Japão com este visto nos próximos anos, mas a reportagem alertou que novas aceitações poderão ser canceladas se o problema de falta de mão de obra for solucionado em alguns anos.

Os vistos também serão voltados para qualquer pessoa, sem exigência de ter descendência nipônica. A novidade repercutiu na mídia brasileira e está sendo vista como uma oportunidade para quem quer trabalhar no Japão, mesmo que não se encaixe nos vistos destinados aos descendentes.

Uma reportagem da revista Veja destacou o compartilhamento do tema em redes sociais e as inúmeras ligações que empreiteiras em São Paulo teriam recebido, pedindo informações logo após a divulgação dos novos vistos. No entanto, a maioria das agências, que trabalham exclusivamente com os descendentes, não estavam informadas sobre os novos vistos.

O primeiro-ministro Shinzo Abe frisou que a ampliação nas autorizações de permanência não deve provocar uma imigração em massa e disse que a vinda dos estrangeiros deverá ser para trabalho imediato em áreas de necessidade extrema. Abe também informou que não haverá alterações na lei de imigração, mostrando mais uma vez a resistência do governo em acolher estrangeiros como imigrantes.

Foto: Reuters
Primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe
Compartilhe
Comentários

1858 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
= 4.500 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0072
Tokyo-to Shibuya-ku Hatagaya 1-8-3
Vort Hatagaya 8F