Outras Edições

Em destaque Mundo

Abe pretende visitar a China em outubro para melhorar relações com o país

"Esperamos que os dois lados trabalhem arduamente para criar um bom ambiente", disse uma autoridade chinesa

Crédito: Reuters - 13/09/2018 - Quinta, 17:44h

Vladivostok - O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, disse na quarta-feira que concordou em marcar uma visita à China em outubro, no mais recente sinal do aquecimento dos laços entre os rivais asiáticos.

Abe também disse que ele e o presidente Xi Jinping compartilhavam a visão de que o Japão e a China tinham responsabilidade pela paz e prosperidade mundiais, bem como o objetivo de alcançar a desnuclearização da Coreia do Norte.

Seus comentários, feitos durante um fórum regional em Vladivostok, no leste da Rússia, foram ao ar pela emissora NHK.

Abe retornou ao cargo por um segundo mandato raro em dezembro de 2012, prometendo uma linha dura em direção à China em uma disputa territorial sobre minúsculas ilhas no Mar da China Oriental.

Apesar da disputa territorial, as relações se estabilizaram recentemente em meio à intensificação da pressão sobre o comércio dos EUA tanto na China quanto no Japão.

"Em resposta ao gracioso convite da China, pretendo visitar o país este ano, quando comemoramos o 40º aniversário da conclusão do Tratado de Paz e Amizade entre o Japão e a China", disse Abe durante o fórum.

“Depois disso, desejo convidar o presidente Xi para o Japão. Através dessa troca de visitas entre os líderes, espero elevar as relações Japão-China a uma nova etapa.”

A mídia japonesa divulgou que 23 de outubro, a data em que o tratado entrou em vigor, seria o dia provável da visita de Abe.

Falando mais tarde em Pequim, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Geng Shuang, disse que a China já havia feito um convite a Abe, e ambos os lados estavam em comunicação sobre o assunto.

"Esperamos que os dois lados trabalhem arduamente para criar um bom ambiente e condições para a visita", disse Geng em uma entrevista coletiva diária.

Xi disse a Abe que os laços sino-japoneses “enfrentam uma importante oportunidade de melhoria”. “Sob as novas circunstâncias, devemos manter o impulso positivo e promover o desenvolvimento estável das relações China-Japão para alcançar uma expansão ainda maior (de laços)”, cita um comunicado do Ministério das Relações Exteriores da China.

Abe também disse no fórum regional que espera que a Coreia do Norte aproveite a oportunidade para melhorar os laços com a comunidade internacional, desde que ocorra a completa desnuclearização da península coreana.

A Casa Branca pretende agendar uma segunda reunião entre o presidente dos EUA, Donald Trump, com o líder norte-coreano Kim Jong Un, após a primeira cúpula em Cingapura, em junho.

Abe reiterou seu desejo de se encontrar com Kim para resolver a questão dos cidadãos japoneses sequestrados pelos agentes de Pyongyang há décadas, mas disse que nada havia sido decidido.

Foto: Reuters
Primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe
Compartilhe
Comentários

1858 vagas disponíveis em todo o Japão

1 ano
26 edições
= 4.500 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0072
Tokyo-to Shibuya-ku Hatagaya 1-8-3
Vort Hatagaya 8F