Outras Edições

Em destaque Economia

Escândalo de carne estragada causa preocupação no Japão, diz deputado

“A notícia provocou muita preocupação por aqui”, afirmou Marcos Montes, que está em Tóquio

Crédito: Redação - 20/03/2017 - Segunda, 11:39h

Tóquio - O deputado federal Marcos Montes, líder do PSD, membro e ex-presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), disse que o escândalo envolvendo a venda de carne estragada e adulterada no Brasil está preocupando os japoneses. As informações são do Jornal de Uberaba.

O deputado está em Tóquio participando de uma missão brasileira a convite do Ministério de Assuntos Exteriores do Japão, com o objetivo de firmar parcerias com países em desenvolvimento.

“A notícia provocou muita preocupação por aqui”, disse Montes em um comunicado, ressaltando que existem várias propostas relacionadas à zona rural em negociação entre Brasil e Japão, inclusive ao comércio de frutas. 

O deputado defendeu uma apuração criteriosa e a punição “doa a quem doer” dos envolvidos na Operação Carne Fraca, desencadeada pela Polícia Federal.

A operação revelou um esquema de propina e identificou casos que permitiram a comercialização de alimentos estragados e maquiados por insumos como papelão e produtos químicos, entre eles o ácido ascórbico, que é cancerígeno se for utilizado em grande quantidade.

Gigantes do setor de carnes no país, como a BRF Brasil, dona das marcas Sadia e Perdigão, e a JBS, dona da Friboi, Seara e Swift, entre outras marcas, teriam cometido ao menos uma das irregularidades descritas pela polícia: carne vencida, armazenada em temperaturas inadequadas, sem inspeção e com uso de produtos cancerígenos ou em excesso com objetivo de ocultar as características que deveriam impedir o consumo.

O Japão, segundo maior importador mundial de carne bovina, tem as negociações mais complexas para abertura de seu mercado, segundo a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec).

Os embarques de carne processada para o Japão haviam sido suspensos em 2012 após a detecção de um caso atípico de encefalopatia espongiforme bovina, conhecida como "doença da vaca louca" no Brasil.

Mas o Japão nunca chegou a comprar carne in natura (sem processamento) do Brasil.

Em dezembro do ano passado, o Ministério da Agricultura do Brasil chegou a anunciar que o Japão havia aberto seu mercado para carne bovina processada e in natura do Brasil, mas acabou retratando-se, dizendo que a liberação que está encaminhada é apenas para alguns tipos de carne processada.

O presidente da Abiec, Antônio Camardelli, disse apenas que a liberação da carne processada já era esperada, uma vez que retoma, em linhas gerais, o status anterior a 2012.

O Japão também é um dos maiores compradores de carne de frango do Brasil.

Foto: Reuters
Compartilhe
Comentários
1 ano
26 edições
= 4.500 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0072
Tokyo-to Shibuya-ku Hatagaya 1-8-3
Vort Hatagaya 8F