Outras Edições

Em destaque Mundo

Obama defende valores e alfineta Trump em discurso de despedida

O presidente eleito Donald Trump toma posse em 20 de janeiro

Crédito: Reuters - 11/01/2017 - Quarta, 19:16h

 

Chicago - Com um chamado final de seu mantra de campanha "Yes We Can" (Sim, Nós Podemos), o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, fez um apelo aos norte-americanos na noite de terça-feira para que defendam os valores dos EUA e rejeitem a discriminação, no momento em que o país faz a transição para o governo do republicano Donald Trump.


Em um emocionado discurso no qual agradeceu à família e descreveu seu período como presidente como a honra da sua vida, Obama incentivou o público a abraçar sua visão de progresso, ao mesmo tempo em que repudiou algumas das políticas que Trump promoveu durante a campanha presidencial.


"Da mesma forma que nós, como cidadãos, precisamos nos manter vigilantes contra a agressão externa, devemos nos guardar contra o enfraquecimento dos valores que fazem de nós o que somos", disse Obama ao público de 18.000 pessoas em Chicago, sua cidade de residência e onde comemorou em 2008 a eleição como o primeiro presidente negro dos EUA.


Trump, que toma posse em 20 de janeiro, propôs o banimento temporário da entrada de muçulmanos no país, a construção de um muro na fronteira com o México, a suspensão de um acordo global para enfrentar as mudanças climáticas e o desmantelamento do programa de saúde pública do governo Obama.


Obama deixou clara sua oposição a essas posições durante discursos de campanha para a candidata democrata derrotada por Trump na eleição de 2016, Hillary Clinton, mas tem adotado um tom mais conciliatório com Trump desde a vitória do republicano.


Em seu discurso de despedida, ele deixou claro que suas posições não mudaram e disse que seus esforços para acabar com o uso de técnicas de tortura e o fechamento da prisão militar em Guantánamo, em Cuba, fazem parte de uma abordagem mais ampla para manter os valores norte-americanos.


"É por isso que eu rejeito a discriminação contra muçulmanos americanos", disse Obama, em uma clara referência a Trump que despertou aplausos da multidão.


Ele disse ainda que é necessária uma ação firme para enfrentar o aquecimento global, e disse que a "ciência e a razão" importam.


Foto: Reuters
Barack Obama se emociona em discurso de despedida em Chicago

Compartilhe
Comentários
Shopping
1 ano
26 edições
= 4.500 ienes
ASSINE A
REVISTA
RECEBA SEM SAIR DE CASA
PARTICIPE DE TODAS AS NOSSAS PROMOÇÕES
qr code alternativa
Telefone
050-6860-3660
Fax
03-6383-4019
Nippaku Yuai Co., Ltd.
〒151-0072
Tokyo-to Shibuya-ku Hatagaya 1-8-3
Vort Hatagaya 8F