JAPÃO

Postado em: 26/06/2013

Clube prostitui japonesa de até 73 anos

Duas responsáveis foram presas em Tóquio depois que a polícia descobriu um grupo de 16 mulheres "maduras"

REDAÇÃO

 

Tóquio - Duas mulheres foram presas em Tóquio por administrar um clube que prostituía 16 mulheres idosas entre 46 e 73 anos de idade. O estabelecimento, chamado Silk e localizado no distrito de Toyoshima, atendia homens, muitos deles também de idade avançada, que preferiam mulheres "maduras".
 
O Japão vive um boom tímido de mulheres "maduras" depois de alguns artistas e humoristas apareceram na tevê falando que gostam de senhoras mais velhas.
 
A polícia tem como prova a prostituição de uma mulher de 64 anos que foi apresentada pelas donas do clube a um homem de 82. Os dois marcaram um encontro em um motel, segundo informou a TV Asahi.
 
A mulher mais velha do grupo, de 73 anos, disse que encarava esse trabalho como um tipo de arubaito. Ela recebe também o auxílio-subsistência (seikatsu hogo) da prefeitura.
 
Segundo a polícia, o clube Silk funcionava desde 2001 e teve um faturamento aproximado de ¥320 milhões nesse período.
 
foto
Imagem da tevê mostra a entrada do clube Silk, em Tóquio
Reprodução/TV Asahi

Avalie esta matéria
Compartilhe